Arquivo de Julho, 2009

31
Jul
09

Morreu Bobby Robson!

Sir Robert William Robson (Sacriston, 18 de Fevereiro de 1933County Durham, 31 de Julho de 2009), conhecido como Bobby Robson, é um ex-jogador e ex-treinador de futebol inglês.

Apesar de ter chegado a representar a selecção inglesa como jogador nos Campeonatos do Mundo de 1958 e 1962, foi como treinador que obteve mais sucesso, tendo inclusivamente conquistado duas taças europeias (a Taça UEFA em 1981 com o Ipswich Town e a Taça das Taças em 1997 com o FC Barcelona). Em Portugal, Robson sagrou-se bi-campeão nacional e venceu uma Taça de Portugal pelo FC Porto, tendo antes passado também pelo Sporting CP. Treinou a selecção inglesa de 1982 a 1990, incluindo portanto duas Copas do Mundo (México 1986 e Itália 1990) e um Campeonato Europeu (em 1988, na Alemanha Ocidental).

Bobby Robson foi condecorado com a Ordem do Império Britânico em 1990 e com o título de cavaleiro em 2002, ambos pelo seu serviço ao futebol. Deu por terminada a sua carreira de treinador em 2004, quando orientava o Newcastle United.

Wikipédia

http://img194.imageshack.us/i/bobbyrobson.jpg/

A minha homenagem a este grande senhor que mesmo passando pelo fcp não ficou contaminado pela estupidez militante que geralmente atinge quem por lá anda. pena não ter concretrizado o seu grande sonho, o de treinar o Sport Lisboa e Benfica.

Que Deus o guarde.

Bola7 falou…

 

31
Jul
09

Identidade precisa-se!

Assisto com particular e obviamente apaixonado interesse a mais um início de época do Benfica. É uma espécie de carraça que mesmo com repelente aplicado, teima em morder época após época, por grandes que sejam os anti-corpos que a má classificação do ano passado tenha criado. Mas não há nada a fazer, e ainda para mais, honra lhe seja feita, o Jesus até tem posto a equipa a mostrar algum futebol.
Mas há coisas que persistem em não mudar no meu Benfica. Coisas que, garanto, são capazes de acelerar a tendência para que a coloração capilar se aproxime da estilosa cabeleira do melhor treinador do mundo, o do Benfica pois claro. Falo, claramente, do corrupio de jogadores que todos os anos é promovido no estádio da Luz, e que tem assassinado a identidade do plantel com o clube, e que tem transformado o clube numa mera fábrica de ilusões, com ilusões vendidas por cabeças de cartaz mais ou menos famosos, e que nos são sempre impingidos pelo Benfica e pelos jornais como os melhores jogadores no respectivo sector da última década.
Qual não é o meu espanto quando agora até o Júlio César, que veio do Belenenses, é tido como sendo um jogador de grande potencial para o futuro. E foi mais uma novela… há semanas que se murmurava esse nome na comunicação social, e agora tem-se o dramático desfecho. Uma equipa que precisava de um grande Guarda-Redes como de pão para a boca, acaba por receber mais um guarda-redes em quase tudo idêntico ao Moreira, ao Quim, ao Moretto. Ou seja, continua a tentação de se contratarem jogadores mesmo que não sejam inequívocas mais valias.
Se no ano passado já tínhamos tido Jorge Ribeiro, Yebda ou Balboa, este ano preparamo-nos para juntar mais alguns nomes à extensa lista de jogadores que chegam como estrelas, e que partem como zombies. Weldon, Júlio César, Patric, Shaffer e possivelmente César Peixoto… tudo jogadores que não vieram trazer nada de novo ao clube. Alguns deles ainda bastante jovens, e com um potencial inferior a jogadores da mesma idade, formados no Benfica, mas que foram ingloriamente encostados numa qualquer equipa da Vitalis. Não que eu não defenda essa solução para lhes dar minutos de jogo, mas apenas se no plantel sénior houver melhor. Custa-me a entender que se gaste 500 mil contos num lateral de 18 ou 19 anos do Brasil, e que agora se vá dar o tempo para o rapaz evoluir, e não se pegue num jovem da cantera, e se lhe dê o mesmo tempo para a tal evolução.
Nesta política de contratações, velha repescagem da típica política do contentor que tem feito furor no Benfica já vai para 15 anos, já não há surpresas. O plantel do Benfica o ano passado era bom? Era! Tinha carências? Sem dúvida! Precisava de muitas mexidas? Não! Então, todos pensávamos que ia ser um defeso tranquilo… 3 ou 4 aquisições cirúrgicas para acrescentar valor, que valessem o investimento. Veio Saviola, veio Ramires, veio Javi Garcia. Para mim, os únicos três reforços que deviam ter vindo para a Luz. O resto é simplesmente gastar dinheiro, entregar comissões a bandidos, e dilatar a pesada folha salarial do clube. Acham mesmo que o Ruben Lima, mesmo em ano de estreia no plantel principal do Benfica, teria as falhas defensivas do Sepsi e do Shaffer? Acham que ficava a perder assim tanto nos cruzamentos deste último?
O desgosto aumenta quando se percebe a permeabilidade da estrutura do clube, e o Rui Costa que se cuide, se é que ele realmente não pactua com estas situações. Não há praticamente nenhum nome que saia nos jornais que não seja do efectivo interesse do Benfica. Parece que não há segredos, a estrutura está toda esburacada, tudo se sabe, e dá azo a que os do costume furem os negócios que quiserem. E enquanto uns conseguem internacionais uruguaios, outros conseguem valores do fundo da tabela do campeonato argentino. Nada que não se espere de uma estrutura de prospecção com um Jorge Gomes à cabeça, ou com um Paulo Gonçalves a lidar com todos os assuntos importantes da SAD.
Neste Benfica de infiltrados, cavalos de Tróia, ainda há quem acredite que uma parte da estrutura é valiosa o suficiente para compensar a outra parte. Mas o facto é que, pesando uma parte e outra, o Benfica já vai em 4 campeonatos a ver navios, e com participações europeias ultrajantes. Tudo isto enquanto multiplica o seu passivo, numa acção que muitos definem como “recuperação financeira invejável”. Quem vier a seguir, que feche a porta.
Por um Benfica sem portugueses, sem identidade. Por um Benfica com contentores de jogadores novos todos os anos. Por um Benfica com uma média de permanência dos seus jogadores no plantel de 2 ou 3 anos. É assim que iremos longe. A história recente prova-o!

trainmaniac falou

30
Jul
09

Este meu, estranho Benfica!

Desde há muito o meu “rico” enveredou por politicas de contratação ao sabor dos acontecimentos.

Relembro uma vez que adquiriu por empréstimo um extremo esquerdo holandês vindo do Arsenal, Glenn Hélder, e depois quando adquiriu o extremo direito, o também holandês Taument, deixou sair o 1º. Ora para quem tendia a jogar em 4-3-3 puro, não tinha muita lógica. Mas melhor ainda, tendo o pequeno João Pinto, em vez de contratarem um matulão para o seu lado, preferiram a sua cópia brasileira, o Paulo Nunes.

Falo nestes episódios já distantes apenas como exemplo daquilo que as sucessivas direcções do Benfica fazem da sua politica desportiva, ou seja, navegação à vista, ao sabor dos ventos, dos momentos e das oportunidades. Raramente resultam de planificação atempada, e mesmo quando algumas vezes acontece, raramente acertam.

Aliado a tudo isso a necessidade imperiosa de ter sucesso tem minado qualquer trabalho de base que se queira fazer. É que muda o director desportivo, ou normalmente muda de treinador. E quando tal acontece, amiudadamente diga-se, logo o edifício futebolístico dá um verdadeiro trambolhão, de época para época, quando não acontece a meio da mesma.

Vejam as contratações deste ano. Começo pelos guarda-redes. A 1ª tentativa foi a aquisição do novo titular da selecção das pampas, um tal de Andajur. Diz-se que o Benfica oferecia 5M. Ora isso significava uma aposta forte num guarda-redes. Falhado o argentino notícias davam a entender que a politica para o guarda-redes não tinha mudado. O nome mais falado e querido por muitos, era do suplente da canarinha, Victor. Qual o resultado? Ao que tudo indica a aquisição de uma jovem promessa, Júlio César, segundo recomendação do treinador. As reservas quanto ao lugar mantêm-se.

Nas faixas laterais da defesa um tal de Patric, que vem garantido pelo “scouting”, para fazer sombra ao Maxi. Segundo parece a coisa não agrada ao técnico. Outro que também resultou do tal pomposo “scouting” Sepsi tem assustado o universo encarnado, tanto que já querem despacha-lo outra vez.

Depois, tentaram o Álvaro Pereira, que apesar de jovem já tem alguma experiência, e europeia, e depois avançaram para um jovem sem essas “qualidades”, baseando-se, penso eu nas informações do tal “scouting”, e as duvidas sobre as posições mantêm-se, ou agravaram-se, pois quem tinha o Léo no passado…mas quem surge nos media como solução? César Peixoto, versão mais elegante do Jorge Ribeiro, médio esquerdo que foi tentado sem grande sucesso a lateral esquerdo já a algum tempo. Na minha opinião, já há muito, alguém deveria ter descoberto um lateral ambidextro que fizesse as duas faixas, à moda do….Pietra. Era a solução mais simples e mais eficaz.

No meio campo lá temos a velha história do empresário que quer meter na montra europeia um jogador que promete, e adquirimos o Ramires. Para muitos é o jogador perfeito para o losango, mas apesar das minhas dúvidas, para mim um internacional brasileiro vale sempre mais que 3 outros jogadores sul-americanos. Sempre tive essa opinião e não tenho motivos para mudar. Aqui não me queixo. Com bom sentido de oportunidade contratamos um verdadeiro trinco, Xavi Garcia, com aparentes qualificações para o lugar, e em teoria não há razões para queixas.

Na frente Saviola é para mim um jogador de categoria e motivado poderá ser muito importante. Depois observem: tendo Nuno Gomes e Mantorras quase a fazerem numero, havia necessidade de mais um jogador. Aí intervém Jorge Jesus novamente e pede Weldon. Para os dirigentes da SAD até nem é mal pensado…é barato, e a responsabilidade é toda do treinador. Mas a oportunidade está ao virar da esquina e tentação de mais uma vedeta é demasiadamente grande. A jovem estrela Keirrison surge como por acaso e quem sabe, desfaz a desconfiança de alguns em relação ao potencial atacante da equipa. É que se Jorge Jesus acredita que Weldon pode ser solução acredito piamente que alguns não pensavam assim.

E ao escrever isto veio-me à cabeça algo que não acreditava, mas que até pode acontecer. Volto aos guarda-redes…e se o Moretto e Quim, este a minha 1ª opção para a saída, forem embora em simultâneo. Será que à luz da oportunidade não vai surgir ainda outro guarda-redes?

Já agora…que fazer aos monos?..não falo dos Maxis. Os saldos já não valem o mesmo que no passado.

Bola7 falou…

29
Jul
09

Sem demorar um minuto!

“Quando fiquei a saber do Benfica, decidi-me logo na hora.”


28
Jul
09

Gripe A no Olhanense!

Visivel o culpado no desenho acima

Detectado um caso de gripe A no Olhanense.

Caso que não me espanta mesmo nada, com tantos jogadores made in fcp.

Os outros clubes que não se ponham a pau não… e depois não se queixem.

Bola7 falou…

28
Jul
09

Aviso à navegação!

Sendo evidente a evolução em todos os aspectos no futebol do Benfica, aliás extraordinário seria tal não acontecer depois do mistério Flores, sim mistério, porque, por mais justificações que me dêm não consigo perceber a aberração da entrega do comando tecnico ao espanhol na epoca passada, alicerçada na construção de um plantel, que apesar de algumas limitações de que já falei, é para mim evidente que o fcp ciente deste novo dado na estrutura futebolistica nacional, acelerou os processos de consolidação do seu futebol, mesmo perdendo duas das suas maiores referências, porque sabe que um inicio arrasador é fundamental para aspirar ao sucesso, e mais que isso ao insucesso dos rivais, principalmente o Benfica,  que é o único que conta na contenda.

Eles sabem bem que têm de se distanciar rapidamente do Benfica no inicio, de forma a marcar posição e desmoralizar de imediato o universo encarnado, fazendo-o cair na habituais incongruencias, conflitos levando á sua implosão logo antes do natal.

Por isso, e dado que o calendário permite uma almofada de protecção, não sendo por aí que vem o perigo, convem o Benfica estar muito atento às manobras de bastidores que visam minar pela base a sua estrutura, sendo que os maiores perigos vêm dos habituais bois pretos e principalmente… da vaidade e incompetencia interna, que aliada à estupidez militante destroi vezes sem conta as epocas.

Convem tambem iniciar o 1º jogo da epoca com tudo, mas tudo decidido, sem ponta de fios soltos.

Este campeonato vai-se resolver em pormenores e convem estar atento a tudo.

Fica feito o aviso à navegação, porque julgo tambem que os adeptos serão fundamentais, este ano mais que nunca.

Bola7 falou…

27
Jul
09

Bom dia amesterdão!

Sunderland 0 – Benfica 2

Ajax 2 – Benfica 3

Mesmo a feijões é sempre bom ler estes resultados, pois a mística Benfica é feita de montes de resultados destes, a brincar e principalmente a sério. A mística Benfica é também ver os seus adeptos seja onde forem no constante apoio à equipa, e por isso as minhas saudações ao plantel, ou a quem decidiu assim, que foi proporcionar uma volta de honra em saudação daqueles que sofrem todos os dias na labuta diária no estrangeiro, sempre com o Benfica na alma.

Uma breve apreciação, pois não assisti com atenção devida, os dois jogos, mas é o qeu se pode arranjar.

Torna-se evidente que depois de implantar uma matriz táctica, Jorge Jesus avançou para a definição do 11 base, sistematizando os mecanismos de coordenação entre os jogadores de forma a criarem os famosos automatismos do saudoso Toni.

A equipa começa a responder melhor à necessidades do sistema de jogo, nomeadamente no pressing e rapidez de processos, sendo que aqui e além a coisa engasgue, pois o desconhecimento mutuo dos jogadores leva a inoportunas perdas de bola e desconcentrações que são fatais. No 1º caso resultou no auto golo holandês e no 2º caso resultou no 2º golo sofrido perto do final do jogo.

É notória a evolução dos processos de jogo ofensivos que resultaram em 3 golos marcados, mas na questão defensiva continuo com algumas dúvidas que deverão ser resolvidas antes do apito para o 1º jogo da liga.

Para se fazer pressing muito à frente é necessário gente de grande capacidade física, adiantamento os sectores, com a defesa jogando em antecipação e muito adiantada no terreno, não dando espaço entre linhas.

Ora aqui temo pelas características dos nossos defesa, em especial do comandante da defesa, o Luisão, que não tem características morfológicas para tal, e principalmente quando não está no topo da capacidade física.

Com tantos talentos na defesa que pena não se poder clonar o Humberto Coelho para comanda-los. Em 2 anos teriamos vários dos melhores centrais do mundo…enfim…

Depois os laterais, que se adiantam muito e nem sempre são devidamente compensados, abrindo demasiadas avenidas para os extremos contrários. Por outro lado, não sei se devido ás características deles, se devido  ao fraco apoio dos médios que estão à sua frente, coisa que não é sempre visível na TV, são demasiadas vezes ultrapassados no jogo individual.

Apenas umas pequenas avaliações individuais: além do já citado Luisão, chamou-me a atenção o Shaffer por bons e maus motivos. Parece-me ter um potencial assinalável, e em especial na capacidade de centrar que vai valer muitos golos em especial nos famosos jogos contra autocarros na luz. Mas por outro lado fez-me espécie ver a forma como foi batido no 1×1 em lances aparentemente simples. Jesus vai ter de fazer um grande trabalho individual na linha do que fez Scolari com Miguel, e para isso tem uma preciosa ajuda…Pietra.

O miúdo Garcia tem condições para se impor na posição de trinco, pois além de alto e forte, é ágil para o peso, cobre a bola com segurança e passa bem. É natural, tem escola, e a escola espanhola começa a impor-se na Europa e provavelmente no mundo. Um parêntesis…curioso como anda o futebol mundial. Os jovens deste mundo têm de emigrar para conseguirem ter sucesso, pois santos da casa não fazem milagres, nem em Portugal nem em Espanha.

Quanto brasileiro Ramires continuo com dúvidas quanto ao seu posicionamento. Embora na canarinha ele tenha jogado numa posição um pouco semelhante, não acredito que alguma vez na vida ele tenha ouvido falar em losangos ou diamante. Continuo com reticência, não ao seu valor, mas quanto ao seu posicionamento. Vamos dar tempo a tempo.

Quando acima falei nas percas de bola desnecessárias e perigosas, poderia apelida-las de Carlos Martins, pois o rapaz parece uma barata tonta, nunca parando para pensar, rodando, girando e passando a bola com um louco. Enfim que fazer? Bater é pouco, matar é muito.

Na baliza cheira-me que Jorge Jesus está à espera que o  Arcano Miguel lhe dê uma ajudinha na escolha do guarda-redes…não lhe invejo o trabalho.

Uma palavra para o Di Maria, patinho feio do lago encarnado. Cismo com a vontade que o povão tem de vender o rapaz, e em especial quando estamos a um ano do mundial 2010. Trabalhem o rapaz pois é um diamante por lapidar, e depois veremos os resultados. Vendam-no já por tostões e depois queixem-se.

Uma referencia final a algo que desgosta profundamente mas que é sintomático dos tempos que correm e que já aflorei em cima: a ausência de portugueses no 11 inicial. E mais…qualquer dia só se houve falar em castelhano. Ora bolas…

Bem adiante, que o futuro é já este fim-de-semana que se quer em crescimento…comos e diz na Póvoa de Varzim…Ala Benfica!

Bola7 falou…




Bola7Inc

Julho 2009
S T Q Q S S D
« Jun   Ago »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Estatisticas

  • 940,225 Visitas
Free counters!

Sondagens

Top de classificação

Páginas

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 43 outros seguidores