Arquivo de Março, 2010

31
Mar
10

Pateta do caraças!

O ex-presidente da Liga de Clubes, Hermínio Loureiro, reagiu às declarações de Pinto da Costa para negar que tivesse pedido a Ricardo Costa que apresentasse a demissão da presidência da Comissão Disciplinar, na sequência da decisão do Conselho de Justiça da Federação sobre os castigos de Hulk e Sapunaru.

«Apresentei o meu pedido de renúncia e solicitei a todos os órgãos da Liga para que se mantivessem em funções, tendo em conta a preocupação de manter o normal e regular funcionamento competitivo», esclareceu Hermínio Loureiro, em declarações à SIC.

Assumindo «vontade de falar», o ex-presidente da Liga prefere, por ora, não se alongar nos comentários sobre a renúncia à presidência do organismo, remetendo para o final da época «todos os esclarecimentos que se julgar necessários».

Em entrevista à RTP, Pinto da Costa disse que Hermínio Loureiro decidiu abandonar a presidência da Liga de Clubes depois de ter solicitado a Ricardo Costa que se demitisse da Comissão Disciplinar, pedido que, de acordo com o presidente do FC Porto, não teve acolhimento.

Ricardo Costa já desmentira esta versão ontem à noite, em entrevista à SIC Notícias.

31
Mar
10

Personalidade do dia!

Já merecia uma homenagem pública há muito.

Num tempo em que os valores como honra, lealdade e idoneidade são coisas do passado, foi preciso um “puto” de trinta e poucos anos nos relembrar que há certos valores que não podem morrer.

Depois da saída de Scolari, a 1ª pessoa que afrontou sem medo a gentalha comandada por pinto da costa é com muita tristeza que veja a saída de Ricardo Costa.

Pergunto: quantas pessoas neste país têm os tomates de Ricardo Costa para enfrentar os bois pelos cornos?

Ontem infelizmente só vi parte da entrevista do ainda Presidente do Conselho Disciplinar da LIGA e fiquei convencido, porque das duas uma: ou o homem é louco ou tem a certeza absoluta da sua razão. E aposto na 2ª hipótese.

Com uma calma impressionante, respondeu a todas as questões excepto a armadilha da sua cor clubista. Até aqui provou a sua inteligência.

Pena homens da sua estirpe deixarem o futebol para que este regresse às mãos absolutistas dos escroques do costume.

PS: por falar do homem, gostei quando ele referindo-se ao pintinho e ao seu apito encarnado, disse que se o “homem”…se queixou deveria ter concretizado a acusação…o “homem”…

Bola7 falou…

30
Mar
10

Obrigado Rui

Obrigado Rui por esta equipa de sonho e por isto tudo

este vão ver de principio ao fim e alguns mais do que uma vez

Bem são 3.15 é melhor ir deitar…

Este post é dedicado aos Benfiquistas de Santo António das Areias em especial

E a todos os Benfiquistas em geral

Tabaka fumou!!

29
Mar
10

Parolices soltas!

1. Ahhhh ainda não foi desta que uma forte equipa (antes do jogo) nos conseguiu derrotar (a mesma equipa que no final do jogo já era fraquinha), mesmo estacionando o dito Bus e nem aproveitando os livres oferecidos pelo nosso Consócio ProençaBOTE conseguiram marcar um golo que fosse ao maior frangueiro de Portugal…. isto na visão do Srº Professor Queiroz;

2. Domingos, já todos sabíamos que tem por hábito olhar para todo o lado menos para os jogos, pois caso contrário como conseguiria ele ter contado os 15 segundos passados depois do tempo dado pelo ProençaBOTE??? E que dizer à palhaçada perpetrada ao intervalo, onde esperaram que o Benfica recolhesse ao balneário… ainda pensei que fosse para fazer o mesmo que fizeram em Braga, onde depois desataram a enfardar os jogadores do Benfica;

3. Uma palavra de apreço pelo “Móssoro” que segundo antes de ter enviado sorrisos para o público, teve a infelicidade de partir o perónio, num corte legal de Carlos Martins…. cuidado já deve de estar a ser preparado um sumaríssimo para este grande Lagarto :). Claro que o público da luz é delicado e logo retribuiu os sorrisos em vigorosos aplausos à sua lesão;

4. ProençaBOTE entregou no fim do jogo, as suas insígnias da FIFA, ora bem, nem quero imaginar o rol de indignação se ele tivesse entregue esse pedaço de pano ao Jesus…. ui ui, se há 4 anos, o Ti Elmano da madeira pediu emprestado umas botas de futebol ao Benfica no celebre jogo Estoril vs Benfica, quase que o acto era considerado como corrupção;

5. O Benfica ganhou, mas segundo alguns comentadores paineleiros querem transparece, “ah e tal ainda ficam a perder no confronto directo”, ou seja o Benfica no sábado passado, quase ganhou o jogo ao Braga…. ah estes paineleiros, são uns visionários;

6. Porquê ProençaBOTE???? Porque já havia um escândalo inventado pelos ANTI’s, um tal de Calabote, uma mentira que foi dita tanta vez que passou a ser a maior roubalheira do século XX, vejam lá que até um fedelho acabado de sair da faculdade escreveu uma prosa dedicada a esta super escandaleira, com apresentação sabem de quem???? alguém adivinha???? do men do ANDOR!!!! O Paineleiro comentarista profissional da nossa praça, Rui Moreira. Mas já me desviei do assunto…. o nosso Consócio teve a ousadia de exceder 15 segundos após o tempo dado de descontos….. este senhor devia de ser irradiado…. epá mas não pode ser, senão caso contrário como é que ele assinalava penalties fantasmas contra o Benfica…. não este gajo faz falta lol lol;

7. “Uík” regressou aos relvados, ah esta figura mítica da Marvel, deu show em Belém, contra uma das equipas mais fortes da zona do Restelo, a seguir ao Algés e Dafundo….. mas mesmo assim ainda precisaram de marcarem um golo em fora de jogo ( !!!!! ). Este gajo é tão incrível que segundo o que JuJu quer transparecer para a opinião publica é que por esta altura, o Porto estaria bem à frente do Benfica, ou seja, com o “Uík” a jogar as vitórias valiam 5 pontos 🙂 ;

8. A história da despenalização dos castigos a “Uík” e “Xuxanocu” vem muito bem explicado na edição do correio da manhã de domingo, ora segundo esse jornal, o ilustre membro da CJ da FPF é figura assídua, sabem onde???? No camarote presidencial do Dragão….ah ah ah isto é que são coincidências do “Sistema”;

9. Uma palavra aos amigos sapos, que voltaram aos bons resultados na Madeira e até conseguiram marcar 3 golos, pena é que o Ministro Costinha (que tem o pelouro da salubridade publica) ainda não ter explicado ao “SinGole” qual a baliza em que o mesmo deverá introduzir o esférico;

10. Em Futsal … pimba lá sodomizamos os répteis com mais uma goleada, o que já é normal nesta modalidade…. o que eu realço é que, os membros desta elite que é sempre enaltecida por estes “seres”, ter um comportamento vergonhoso, em que o jogador Cardinal cuspiu para cima do André Lima.

11. Entrámos na semana da Páscoa e para desespero de muitos, Jesus este ano não vai ser crucificado eheheheheh, aliás, vai sim é espetar com os “romanos”, leia-se ANTI’s, com os paus da cruz no ass desses fdp’s; Páscoa 2010 vai ser adiada para nova data a designar pela SAD do Sport Lisboa e Benfica;

12. “Last but not least”, esta semana já os nossos amigos “Anti’s” se estão a multiplicar em posts no Facebook, blogs, comentários nos jornais online etc etc etc e todos dizem em uníssono “ah agora é que os Benfas se vão lixar, uma equipa forte, agora é que vão ver” ahahahahah

Abraços

Filipe falou…

29
Mar
10

Missão cumprida!

Esta é a realidade que muitos parecem querer esquecer. O Benfica precisava de vencer o jogo para ficar com uns confortáveis 6 pontos de avanço e assim o fez.
Digo 6 pontos porque parece que neste país os pontos valem conforme os momentos e convivências. Após o término do jogo a sensação que em deu foi que afinal o Benfica não tinha ganho o jogo, ou apenas o tinha ganho parcialmente. Os bracarenses e aliados, agarraram-se com o desespero de quem se encontra a afogar, ao factor desempate, argumentando que em caso de empate pontual, o Braga tem vantagem sobre o Benfica. E muitos benfiquistas também. Relembro que falei nisso também antes do jogo, mas apenas como um pormenor acessório, pois o mais importante foi sempre a conquista dos 3 pontos conquistados.
Pergunto: Qual não foi o bracarense que não passou a noite toda a pensar onde raio vai o Benfica perder os tais 6 pontos e como conseguirá ao mesmo tempo o seu clube ganhar TODOS os jogos do campeonato?
Uma lembrança: se é certo que o resultado do confronto directo entre dois contendores já decidiu campeonatos, na maioria pouco ou nada significaram. O Benfica de Koeman ganhou os 2 jogos ao fcp de Adiaanse e este foi o campeão.
Já li certos comentários de conhecidos comentadores encarnados que não estão absolutamente contentes com o resultado de sábado. Relembro que a gula é um pecado grave. Habituaram-se mal e esquecem-se que não há campeões sem sofrimento. O tempo de Hagan há muito passou, infelizmente.
É preciso perceber que o Benfica não podia errar no passado sábado, pois devido à derrota em braga, e aí sim a questão dos jogos entre ambos era fundamental, não podia nunca realizar outro resultado que não a vitória, pois era mais que nunca uma questão de afirmação de poder. E cumpriu a missão.
Com muito brilho? Nem por isso, mas para tal muitos factores influenciaram a questão. O principal e já o referi, era mesmo o facto de não ter grande margem para erro. E quando o jogo se aproximou do fim, no subconsciente o peso decisório da vitória constringiu muito do jogo encarnado, fazendo com que os movimentos perdessem fluidez, com os jogadores a perderem um pouco a noção do seu valor, e mesmo alguns perto do bloqueio mental. Graças a Deus as linhas defensivas estiverem sempre no limite, lutando e jogando como nunca.
Foi também nessa altura que os 14 jogos a menos realizados, e os 15 dias de preparação do braga, também se fizeram sentir. O sc braga que veio à luz com a nítida ideia de, empatar o jogo enervando os jogadores e adeptos encarnados, para depois aproveitar o desnorte destes para num golpe de sorte tentar quem sabe a vitória.
Nunca conseguiu, pese a excelente organização da equipa movimentos de ruptura capazes de criar situações de golo. A única situação resultou do chamado livre “mete-nojo”, pontapé para a área e fé em Deus, que qualquer equipa desde o 3º mundo utiliza como argumento ofensivo na falta de mais.
Desde o inicio do jogo o braga tentou partir a equipa encarnada em duas, uma na frente outra mais atrás, com pontapés longos que a serem ganhos pelos seus avançados colocavam a bola muito longe da sua área, e evitando o habitual e continuo pressing encarnado, aliviando durante mais tempo que o habitual, a pressão sobre a sua zona defensiva. Mas quando o Benfica marcou o golo da vitória já a algum tempo tinha conseguido restabelecer as linhas que marcam o seu jogo.
Tentou depois, o Benfica no início do 2º tempo acabar de vez com o jogo mas as substituições bracarenses, o cansaço benfiquista e a obsessão pelos 3 pontos mudaram um pouco o cariz do jogo. O Braga tentava chegar o mais à frente possível, com grande pressing sobre o meio campo encarnado, e aproveitando também alguma falta de inspiração de alguns jogadores, com um deplorável Aimar à cabeça. Quem se lixou com a péssima entrada do argentino, foi o Javi Garcia que ficou bem aflito no meio dos centro campistas bracarenses, não sabendo se recuava para junto dos centrais, se saía para estancar de imediato o jogo arsenalista, desprotegendo as costas onde se colocava um tal Matheus. O jogo encarnado só se estabilizou com a entrada de Ruben Amorim, que cobriu melhor a zona meia direita e ajudando também ao centro, fruto da usa excelente disciplina táctica e disponibilidade física.
Ganhando faltas e faltinhas, despejando bolas e bolinhas para a nossa área o braga procurou ser feliz, mas os deuses da sorte estiveram ao lado dos mais capazes e garantiram a vitória para os melhores. Porque o Benfica é melhor e o resto é conversa fiada.
Por falar em conversa fiada, Domingos Paciência provou sábado ter o curso completo para ser o treinador ideal do fcp. Em 15 segundos mostrou que o seu ser mesquinho e mau carácter, que já lhe conhecia nos seus tempos de jogador, foi bem aprimorado.
Quanto ás avaliações individuais, um relevo especial pela positiva para os defesas, que estiverem em grande. Uma menção honrosa para um fantástico Coentrão que deu uma lição de bem jogar naquela posição. Sobre ele vou-me debruçar em especial noutro post, porque há motivos para tal. Bem também o excelente Ramires. Pela, não direi negativa, mas falta de inspiração pese o esforço, os restantes jogadores, com muita sofreguidão nos derradeiros momentos de passar ou chutar à baliza. Há dias assim. Negativo, mas negativo mesmo Aimar. Malditos argentinos que nos devolveram uma versão clonada para pior do Aimar que foi à selecção argentina.
O futuro? Sobre falo mais tarde, mas para avisar os meus amigos, digo desde já que não mudei de opinião sobre certos assuntos e conto em breve explicar-me.
E viva o Benfica!

Bola7 falou…

26
Mar
10

Benfica, vencer, vencer!

Sou do senhor Benfica
E isso me envaidece
Tenho a genica
Que a qualquer engrandece
Sou de um clube lutador
Que na luta com fervor
Nunca encontrou rival
Neste nosso Portugal.

(Refrão – Repete uma vez)
Ser Benfiquista
É ter na alma a chama imensa
Que nos conquista
E leva à palma a luz intensa
Do sol que lá no céu
Risonho vem beijar
Com orgulho muito seu
As camisolas berrantes
Que nos campos a vibrar
São papoilas saltitantes.

26
Mar
10

Na minha caixa de correio……


O Benfica venceu o Porto por 3-0.

Teve sorte.

Aliás, se há coisa que o Benfica tem tido este ano é sorte.

Eliminou o Marselha por sorte, goleou o Everton em duas mãos (7-0) por sorte, e imagine-se, teve a sorte do seu lado nos quatro golos marcados em Alvalade.

Talvez a sorte de vender João Pereira.

Teve sorte nas contratações de Javi Garcia e Ramires. Teve sorte com Saviola e com Airton. Di Maria cresceu. Por sorte claro. E Coentrão faz Queiroz parecer ridículo.

O Benfica tem também a sorte de ter dois Maxis. Um joga a primeira a parte, o outro joga na segunda. É impossível que o mesmo jogador possa correr aquilo tudo.

Muito se tem falado de túneis. E este campeonato é sem duvida o campeonato dos túneis. Perguntem a Tonel, Yobo, Rolando ou Diawara.

O Benfica tem tido mesmo muita sorte.

Enche estádios de Norte a Sul do País Sorte, marca muitos golos e tem a sorte, imagine-se, de sofrer muito poucos. Sorte essa que fez de David Luiz muito provavelmente o melhor defesa central da Europa. Sorte também com Luisão, e com o tamanho dos seus bolsos. Cabem lá metade dos avançados da Europa.

E para quem por atrevimento quiser ficar de fora, as luvas de Quim têm quilómetros.

Os mesmos quilómetros que os Super dragões ontem fizeram para terem três novos motivos para odiar o Benfica. Um motivo aos 9 minutos, um aos 45 e outro aos 92.

Tivemos também muita sorte com Jesus. Desde os primórdios da humanidade se percebeu que com o divino do nosso lado fica mais fácil.

Tivemos sorte com os adversários também. Everton, Marselha, Porto, Sporting, Guimarães, Hertha, Nacional, Marítimo, Paços de Ferreira… Muita sorte.

O Benfica teve sorte com Carlos Martins, com Ruben Amorim, que já marca golos e com Nuno Gomes que é um líder e que ama o Benfica como um adepto.

E talvez seja essa a maior sorte. Os adeptos. O Benfica só por sorte pode ter adeptos como os que ontem vi no Algarve. Alegres e aos milhares. Noventa minutos a gritarem.

O Benfica goleou por sorte, lidera o campeonato por sorte, e só por sorte está nos quartos de final da Liga Europa.

Tem a sorte de ter o melhor marcador do campeonato, o jogador mais assistências, o melhor ataque e a melhor defesa.

Hoje está um dia bonito.

E eu sinto-me com sorte.

Sorte de ter nascido lampião.

tava no meu e-mail esta manhã e eu não resisti….

Saudações Gloriosas

Tabaka Fumou….

26
Mar
10

És um cretino Juju!

“Quando jogámos no Estádio da Luz, a 20 de Dezembro, estavam disputadas 13 jornadas. Diziam que o F.C. Porto estava a fazer uma má época, mas estávamos a um ponto e tínhamos chegado aos oitavos-de-final da Champions. Agora tirem as vossas conclusões.”…diz o palerma.

Por acaso quando acabaste a 14ª jornada, na qual o teu fenómeno Hulk jogou, quantos pontos de atraso tinhas, espécie de ambulante?

Espanta-me a forma como a gente ligada ao fcp julga que todos têm os coeficientes de inteligência mais baixos que os de uma tainha, e como tal pensam poder gozar à brava com o povo. É certo que emplastros são aos magotes entre a sua gente, e a sua imagem de marca, mas por amor de Deus, não exagerem na estupidez porque esta faz corar qualquer um e como português recuso-me a pensar que existe tanta gente cretina num país tão pequeno.

Curiosamente ou não, então não é que os números, que valem o que valem, mas mostram que sem o seu fenómeno de 35.000.000€, segundo o seu inefável empresário, o fcp faz mais pontos, que com a sua presença em campo, charutando para a bancada? Que chatice do caraças, ser artola e não conseguir disfarçar.

Eu gostaria de saber que raio se bebe pelos lados do dragun para estupidificarem, pois raro é o individuo que por lá anda que não aparvalhe. Dizem os místicos que é devido ao facto daquilo ter sido um cemitério num passado muito remoto. Atrevo-me a dizer que só enterrarem por lá imbecis. Cuidado a quem por lá passa, a caminho da ponte do Freixo, pois o risco de contaminação é real. Juju ou o placa, como é popularmente conhecido, é o exemplo último de um fenómeno que merecia estudo cientifico aprofundado.

Ide cagar pah!

Bola7 falou…

25
Mar
10

Di Maria visto além mar!

Leandro Stein – 23/03/2010

Visto com desconfiança nas divisões de base do Rosario Central. Reserva tanto na seleção argentina sub-20 quanto na olímpica em 2008. Questionado em suas primeiras temporadas no Benfica. Apesar de passar por tantas adversidades desde o início de carreira, Angel Di María nunca mediu o seu talento para surpreender os mais reticentes e se firmar como um dos principais jogadores do futebol mundial.

Herói nacional desde Pequim, terá um grande desafio neste ano de 2010. Ao lado de toda uma talentosa geração argentina posta em xeque com a camisa albiceleste, Di María deverá ir ao mundial da África do Sul para tentar mais uma vez provar o contrário. Possivelmente, como titular.

Ao menos o meia já demonstrou possuir estrela em momentos decisivos como o que se aproxima. Mesmo deficiente nas finalizações e com físico frágil, possui visão de jogo e habilidade para aplicar dribles desconcertantes com a sua perna esquerda incomum. Tantos adjetivos fazem gigantes como Real Madrid, Barcelona, Manchester United e Chelsea se interessarem em contar com o futebol do atleta logo na sequência da Copa do Mundo.

Orgulho de Rosário

Di María nasceu na cidade de Rosário apenas oito meses mais tarde que seu conterrâneo Lionel Messi. E, assim como o seu companheiro de seleção, o meio-campista entrou em contato com o futebol logo na infância, inscrito em uma escolinha de futebol aos quatro anos de idade.

O primeiro grande de clube do jogador foi o Rosario Central, equipe para a qual torcia, onde chegou quando tinha apenas sete anos e foi integrado ao elenco baby. Passou por diversas categorias no Gigante de Arroyito até chegar ao grupo principal em 2005, mas sem antes enfrentar percalços.

Após algum tempo fazendo parte de elencos infantis, Di María disputou seus primeiros campeonatos federados em 2001, quando treinava na Nona Divisão, equivalente ao sub-14. O meia, contudo, era preterido dentro de seu clube, mantido em equipes de segundo escalão. Assim, permaneceu disputando competições locais, de menor visibilidade, até a Sétima Divisão.

A sorte de Di María só começou a virar em 2005. Naquela época, passou a atuar junto ao grupo principal de jovens que disputava a Sexta Divisão. Grande destaque da equipe, foi observado por Angel Tulio Zof. Encantado com o futebol do atleta, o então técnico dos profissionais decidiu convidá-lo para treinar entre os adultos.

Seu primeiro jogo com a equipe principal aconteceu no mesmo ano: entrou em campo na última rodada do torneio Apertura, em um empate ante o Independiente. Desde então, passou a se afirmar cada vez mais no time canalla. No Clausura de 2006, somou nove partidas, a maioria vindo do banco de reservas; já no Apertura, outros sete jogos e o seu primeiro gol.

Campeão com a sub-20

A posição de Di María entre os titulares do Rosario Central lhe valeram uma vaga no selecionado nacional que disputaria o Sul-americano Sub-20, no início de 2007. Participou do vice-campeonato com dois gols e atuações a partir do segundo tempo.

Data da mesma época o primeiro interesse de um clube estrangeiro pelo meio-campista. O Rubin Kazan, chegou a acertar as condições iniciais do contrato com o jovem atleta, mas Di María decidiu permanecer em Rosário. Em mais um Campeonato Argentino, agora o Clausura de 2007, só não jogou uma vez e foi o artilheiro da equipe, com cinco gols.

Em junho, Di María foi convocado para a seleção argentina sub-20 e viajou rumo ao Mundial da categoria, sediado no Canadá. O meia não era cotado como um dos principais jogadores do elenco no início da competição, ficando no banco durante a partida de estreia. No entanto, ganhou a confiança do treinador Hugo Tocalli e, nas oitavas de final, já foi titular.

Di María, ao fim da competição, foi uma das peças-chave na campanha albiceleste, participando de cinco confrontos e marcando três gols. Apesar de suas atuações importantes, porém, o garoto acabou de fora da decisão. Havia se contundido nas semifinais contra o Chile, em jogo no qual anotou o primeiro gol na vitória por 3 a 0.

Ouro decisivo

As boas apresentações no Mundial resultaram na transferência de Di María à Europa, contratado por 6 milhões de euros pelo Benfica para substituir Simão, capitão e ídolo do clube vendido ao Atlético de Madrid. Com a camisa vermelha, no entanto, não emplacou logo de cara, marcando apenas um gol ao longo de 35 partidas.

Apesar da baixa produtividade em Portugal, o bom retrospecto com as seleções inferiores lhe valeu a convocação para os Jogos Olímpicos de 2008. Assim como no sub-20, o meia era encoberto por outras estrelas, como Messi e Aguero. E, repetindo também a história do ano anterior, cresceu durante a competição e tornou-se vital ao sucesso albiceleste.

Reserva nos dois primeiros jogos, virou titular no fim da primeira fase para não mais sair. Agradeceu a confiança do treinador Sérgio Batista ao marcar gol salvador na prorrogação contra a Holanda, pelas quartas. Mais importante ainda, fez o tento solitário do ouro olímpico na decisão, em belo lance no qual encobriu o goleiro nigeriano.

A participação na China abriu as portas do grupo principal a Di María, chamado para jogo nas Eliminatórias contra o Paraguai. A fraca atuação, quando foi substituído no intervalo, o afastou um tempo da equipe, voltando somente em março, em vitória sobre a Venezuela. Porém, no jogo seguinte, na vexatória goleada por 6 a 1 sofrida contra a Bolívia, foi expulso com apenas 7 minutos em campo e passou mais exilado da seleção.

A temporada seguinte aos Jogos Olímpicos também não foi das melhores em seu clube. Amargou mais um ano pouco glorioso no Benfica, sem títulos e sem animar os torcedores encarnados. A sequência ruim quase resultou até mesmo na negociação do argentino.

Virada rumo à África

A chegada do novo técnico do Benfica, Jorge Jesus, coincidiu com o crescimento de Di María no clube português. As primeiras mostras foram dadas na pré-temporada, quando foi um dos principais responsáveis pelo título no Torneio de Amsterdã. A boa fase resultou até mesmo na prolongação de seu contrato até 2015, além do aumento da multa rescisória para 40 milhões de euros.

No Campeonato Português, o meia é um dos líderes das Águias rumo ao título, distante do Estádio da Luz há cinco anos. E se ainda não é o autor de gols decisivos visto na seleção argentina, é um dos principais armadores do time, com 15 assistências no ano. Mais notável ainda é a participação na boa campanha da equipe na Liga Europa até o momento. Ao todo, balançou as redes por três vezes e deu seis passes para gol na competição.

Titular na reta final das Eliminatórias, voltou ao time em março deste ano, em amistoso contra a Alemanha. A bela assistência para o gol de Higuaín não garantiu apenas a vitória, mas a provável ida de Di María à África do Sul. Se tantas dúvidas ainda pairam sobre a cabeça de Maradona, ao menos na meia esquerda ele já possui um escolhido.

in porque o mundo de futebol se renova

25
Mar
10

Capítulo Final!

Desta vez, este meu comentário não é irónico e muito menos divertido, pois o assunto demasiadamente sério e prende-se como é óbvio à monumental redução do castigo a Hulk e Sapunaru.   Vejamos, CJ da Liga com um regulamento feito e aprovado pelos clubes, diz que os AR, vulgos stewarts, são considerados agentes desportivos e como base no regulamento puniu os dois jogadores do FCP em 4 e 6 meses de suspensão (só aqui já havia assunto para polémica, visto a pena mínima era de 6 meses e Hulk leva 4).   Agora vem o CJ da Federação dizer “não não, os AR são considerados como meros espectadores e como tal vamos reduzir a pena de meses para tão somente …. jogos e, alterar as multas aplicadas em alguns euros”.   Umas questões de um (im)perfeito leigo em matéria de justiça desportiva:   – Liga e FPF tem legislação diferente para a mesma modalidade desportiva? – Sendo os factos passados num jogo da liga, o regulamento da FPF sobrepõe-se ao regulamento da Liga, se sim, porque raio existe o regulamento da Liga? – Sendo a modalidade em causa comum a estas duas entidades, qual a razão para haver tanta disparidade? – Porque será quando Fernando Mendes ao serviço do FCP agrediu um bombeiro, o mesmo foi condenado pelo mesmo artigo que Hulk e Sapunaru foram condenados e o FCP não recorreu…. ok, o presidente da Liga era o José Aguiar e a decisão do castigo saiu passado uns 14 meses!!!!!!   Novela faccionada   “Joaquim é agredido barbaramente a pontapé por 2 indivíduos e, no tribunal de 1ª instância são condenados a 4 e 6 meses de prisão, os indivíduos em causa recorrem para o tribunal da relação e este tribunal, considera o Joaquim não como figura humana. mas tão somente como um animal, os dois indivíduos vêm as suas penas reduzidas para uns diaszecos de prisão, porque ainda assim é feio bater nos animais. Não contente os mesmos dois indivíduos recorrem para o supremo tribunal de justiça, que prende o Joaquim por ter feito lesões nos pés dos 2 indivíduos”   Talvez por estas e por outros, a FPF está em risco de perder o estatuto de utilidade pública, pois a trapalhada é tão grande que já não dá mais para a escamotear. Alguém ainda se lembram do célebre caso da corrupção com o FCP, julgado por este CJ????   Depois de ouvir as declarações do Jesualdo e o comunicado do FCP, o nível de “enojamento” que sinto por aquela gente conseguiu atingir níveis nunca antes alcançados. Diziam o Jesualdo que o campeonato com o Hulk teria sido diferente, vá lá não se lembrou de dizer que com o Ars5nal as coisas até teriam sido ..iguais :). Fartaram-se de carpir lágrimas e nem um pedido de desculpa pelo comportamento vergonhoso dos seus adeptos… ou será guarda “pretoriana” no jogo da taça da liga????   Preparem-se meus amigos que o ANDOR que por aí andava e, que foi de alguma forma deitado abaixo pelas grandes exibições do Benfica e pelas medíocres exibições desse nojento clube, que culminou com os 3-0 da taça da liga, vai novamente reerguer-se.   Tal como o titulo ganho em 2005 que ficou apelidado pela corja de “Estorilgate”, este ( que não tenho dúvidas que o ganharemos) irá ser apelidado do “campeonato do túnel” pelos paineleiros comentaristas e pelos jornalistas avençados.   E com esta citação vos deixo :   “Genial Presidente, genial”

Abraços

Filipe falou…




Bola7Inc

Março 2010
S T Q Q S S D
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Estatisticas

  • 946.674 Visitas
Free counters!

Top de classificação

Páginas

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 43 outros seguidores