09
Abr
10

Apenas um rabo para duas cadeiras.

Quando o Benfica foi campeão europeu e perdeu o campeonato nacional para o scp, Guttman disse de sua justiça: O Benfica só tem um rabo para duas cadeiras.

Quem tem-me lido, sabe que desde há muito que tenho manifestado a minha desconfiança pela presença do Benfica na Taça Europa. Não porque esta não honre a nossa história, mas devido à miserável forma como a UEFA a secundarizou com um calendário que apenas permite que equipas sem mais ambições noutras provas possam fazer carreira na mesma.

E esta rotina absurda de jogos de 3 em 3 dias e nem isso, com viagens de autocarro e avião pelo meio, tinham um dia, juntando a outros factores que já falarei, de fazer efeito.

Ontem foi um regresso ao passado. Ao passado de um Benfica que pese as suas imensas qualidades lembrou outros Benficas do passado, que falhava com os ingleses devido à falta de estofo…físico e emocional.

Já disse um dia que o JJ era um pouco ingénuo nas suas declarações, pois ao contrário do que a maioria pensa, ele raramente faz bluff. E as declarações no final do jogo na Naval foram elucidativas. Ele mais que ninguém sabia que a equipa teria muito poucas possibilidades de passar a eliminatória se o Liverpool utilizasse um andamento forte durante o jogo todo. E então arriscou de duas formas e perdeu.

Primeiro JJ, dentro do habitual paradigma do técnico luso em terras de sua majestade, mexeu na defesa. Se o deslocamento do David Luís até se compreende a saída do Maxi, não. Observem que da defesa original normalmente utilizada, apenas Luisão estava no seu lugar. Mexidas a mais na minha opinião, que foram notórias na falta de rotina dos centrais…com o guarda-redes e com o seu trinco, o Javi Garcia. E aqui sim o Benfica perdeu o jogo. Porque Benitez foi muito inteligente.

Segundo, JJ tentou surpreender o Liverpool com pressão muito alta, tentando um golo que fosse bálsamo psicológico para as debilidades físicas da equipa. Só que Benitez preparou muito bem o jogo. Ele lançou um estranho Liverpool com as linhas muito baixas, convidando o Benfica a atacar. Juntando a fome com a vontade de comer o Benfica pressionou alto, teve a bola em seu poder e deu a sensação que dominava em absoluto. Caiu como um pato na armadilha inglesa. O que eles queriam era muito simples: apanhar a retaguarda encarnada desprotegida dos seus médios. E então num perfeito jogo do gato e do rato, puxavam o Javi da sua zona de protecção aos centrais, e como sabiam que o lateral esquerdo subia muito, fosse Coentrão ou o David Luiz, lançavam imensas bolas por esse lado, o que no fundo destruía a ideia de JJ, de colocando o David Luiz nesse lugar, eliminaria a ameaça Kuiyt. Sinceramente, David Luiz não fez mais do que faria o Coentrão. Além de mais, Ramires não podia ajudar muito Javi, porque desprotegia a ala, vendo-se um Martins e Aimar completamente à nora porque nem atacavam nem defendiam, fruto da pressão dos médios “ingleses”.

Ontem foram bem patentes certas vulnerabilidades na equipa, que têm sido bem disfarçadas pelo colectivo. A falta de um guarda-redes de categoria, caso velho no Benfica, e de um médio ofensivo sem as debilidades dos actuais. É caso para dizer que tendo 3 médios ofensivos, eles juntos não fazem um. Não é possível ter jogadores que duram apenas 65 minutos e que ainda refilam quando são substituídos.

A juntar a isso a debilidade física de Cardozo e Di Maria, que quase fizeram figura de corpo presente. Mas que fazer? Na 2ª feira não foi possível substituir toda a equipa porque os regulamentos não o permitem.

Curioso como um jogo 4-1 foi decidido por pequenos pormenores. A arbitragem caseirinha como tudo.O 1º golo. A hipótese de Sidnei reduzir em cima do intervalo. O livre do Cardozo que foi desviado miraculosamente pela cabeça do Torres. O 4º golo do espanhol num momento em que reinava a inquietação em Anfield Road. E a soma do atrás referido. É assim o futebol, este jogo maravilhoso que sempre nos surpreende.

Este jogo serviu também de aviso para os responsáveis do Benfica ponderaram bem a próxima época. A Liga dos Campeões não é para equipas com estas debilidades. Há que saber reforçar a sério a equipa. Reafirmo convictamente a minha opinião, e na cara de alguns que se riram da minha opinião: o mercado de Inverno foi um tempo de oportunidades perdidas. Com reforços a sério, para o presente que se quer futuro a conversa hoje poderia ter sido bem diferente. E depois nós não somos o fcp. Se fossemos o Braga estaria a esta hora a mais de 10 pontos e na 2ª feira teríamos jogado com os juniores, e fico-me por aqui.

Terça-feira é tempo de exorcizar fantasmas novamente. É dia 13 de Abril, não é. Sobre esta data, e um certo acontecimento muita tinta vai correr nos tempos mais próximos.

Uma referência aos magníficos adeptos que se mostraram dignos representantes de tão glorioso clube. Foi o melhor do Benfica ontem.

Bola7 falou…

Anúncios

20 Responses to “Apenas um rabo para duas cadeiras.”


  1. 1 MB
    09/04/2010 às 12:37

    Concordo com algumas coisas discordo de outras

    Analisando por partes aquilo que estou mais em desacordo:

    “Juntando a fome com a vontade de comer o Benfica pressionou alto, teve a bola em seu poder e deu a sensação que dominava em absoluto. Caiu como um pato na armadilha inglesa.”

    Até ao primeiro golo, o Benfica esteve perfeito. Não me lembro de nenhum lance de perigo do Liverpool. O golo surge numa bola parada e os golos em contra-ataque sofridos aparecem já quando o Benfica está em desvantagem. Simplesmente não acredito que o Benitez a jogar em casa e a ter de marcar tenha pensado “vou deixá-los com a bola para ter espaço para o contra-ataque”. Até porque sinceramente não me lembro de nenhum lance de perigo antes do golo.

    “debilidade física de Cardozo e Di Maria”. Também não vi grande debilidade. O que se passou foi que o Liverpol defendeu muito bem, e o Di Maria, por exemplo, não tinha o apoio habitual do Fábio Coentrão, com quem costuma combinar. David Luiz tendo técnica e não sendo lento, simplesmente não é um defesa esquerdo. Percebo a intenção da sua utilização (marcar o alto Kuyt), mas em termos ofensivos ficámos debilitados.

    “o mercado de Inverno foi um tempo de oportunidades perdidas”
    Fizemos 3 contratações. O Airton já deu para ver que é bom de bola; o Kardec tem tido pouco tempo, mas tem alguns pormenores interessantes; sobre o Éder Luis já tenho mais dúvidas. Mas sim, pelo menos um defesa esquerdo devia ter sido contratado.

    No geral, penso que a grande diferença na eliminatória foi a eficácia. Se o Benfica tivesse tido a mesma eficácia na 1ªa mão que o Liverpool teve na 2ª ,tinhamos goleado os ingleses por 6-1. O Liverpool nunca foi claramente superior ao Benfica e não nos devemos esquecer que antes do 4º golo os bifes andaram uns 10 minutos todos borradinhos. Infelizmente o David Luis teve uma perda de bola inaceitável e o Liverpool matou a eliminatória. Nunca crucificarei Jesus, porque aquilo que o Benfica está a fazer esta época merece a gratidão eterna. Não nos devemos esquecer que tivemos mais de 4 meses sem perder um único jogo.

    Em grande tiveram, como dizes, os adeptos que foram ao estádio. ENORMES!!

    • 2 tabakaebola
      09/04/2010 às 14:07

      meu caro…há lugar para todas as opiniões porque é assim a democracia…chamo-te a atenção para algumas coisas…sobre a questão das contratações de inverno…para que servem…para chamar jogadores para o futuro apenas ou para somar como dizem os brasucas?…dizes que um ou outro tem dado pormenores…eu não tenho desgostado do kardec e gosto do Airton…agora pergunto-te numa altura crucial da época na qual o cansaço é evidente…DEVIDO AO CURTO TEMPO INTERVALO ENTRE OS JOGOS…COISA QUE MUITA GENTE NÃO QUER VER…quem das contratações jogou no Benfica-Liverpool…Naval-Benfica e Liverpool-Benfica?…no momento em ficamos sem o saviola quem deles jogou no seu lugar?…por isso continuo na minha e o tempo só me dá razão…tempo perdido…o futuro…o futuro é hoje…mil vezes contratar um só que jogasse muito que 3 que quase não jogam…e se não jogam a culpa não é nossa..adeptos…qt á debilidade fisica do Di Maria e o Cardozo…desculpa mas foi bem evidente…muitos têm defendido bem contra o Benfica mas nunca vi a nossa equipa esta época não ter uma única jogada de perigo durante o jogo todo…perigo em bola corrida..nem uma…o Di Maria não passou uma única vez pelo lateral do Livepool…uma única vez…qd em lisboa fez gato e sapato do rapaz…curiosamente ou não Cardoso e Di maria jogaram 90´em Naval qt á questão de estratégia…é certo que o 1º golo é de bola parada…mas de um canto..não foi de um livre mete nojo do meio campo…canto significa que eles chegaram á frente…e eles nessa altura começavam a chegar á frente…

      • 3 MB
        09/04/2010 às 16:09

        Dos reforços de Inverno nenhum foi titular nesses 3 jogos, é certo, e apenas foram dados alguns minutos a Airton e a Kardec. Mas isso não põe em causa nem o seu valor, nem aquilo que poderiam ter contribuido para o jogo. Nos jogos em que Javi Garcia esteve suspenso, por exemplo, ninguém se lembrou dele. Aceito que critiques a forma como Jesus (não) rodou os jogadores (por exempo com a Naval), mas não que tenham sido más contratações para esta época (Kardec em Marselha, por exemplo, deu jeito). Se a culpa não é nossa que eles joguem, também não é da Direcção (quem não é quem faz o onze). Mas como referi antes, não irei nunca culpabilizar Jesus. Ele tomou as opções que achou melhor, mas ninguém acerta sempre. E ele tem acertado muito.

        Em relação ao perigo que Di Maria não criou (que tem sido o principal municiador de Cardozo), continuo a reforçar a questão da falta de um Fábio Coentrão (ou mesmo do lesionado César Peixoto), porque o David Luis não tem a mesma capacidade de apoio. O argentino encontrava-se muito mais vezes desapoiado. Por outro lado a circulação de bola no último terço falhou um bocado, e penso que mais por alguma ansiedade em fazer as coisas bem, do que pelo cansaço.

        Sim, o Liverpool chegou lá á frente num canto. Mas é normal haver cantos no futebol. O Benfica até teve 12 e o Liverpool 5, no jogo todo, ou seja não chegaram lá à frente assim tantas vezes.

        O grande problema em encaixar esta derrota é que já não nos lembrávamos do que era isso de perder. Como diz o Mourinho, para ganhar um campeonato tens de ser o melhor, para ganhar uma taça europeia, precisas de um bocado de sorte. Foi essa sorte que nos faltou.

  2. 4 José Henriques
    09/04/2010 às 13:29

    Para mim o Benfica começou a perder este jogo, no discurso de JJ a partir do final do jogo com a Naval, e que se mostrou surpreendentemente pouco ambicioso, ao alimentar as orações dos «apóstolos da fadiga acumulada», que andam a dizer isso há 3 meses.
    Todos temos noção que à medida que a época se aproxima do final, a sobrecarga muscular (e fisiológica, mas nessa os «entendidos» nunca falam), vai aumentando, e não vale a pena negar que a equipa do Benfica está neste momento com natural desgaste. Desnecessário foi o JJ introduzir isso no discurso imediatamente antes deste jogo, o que foi assimilado pelos jogadores, sob a forma de aviso: «vocês vejam lá, não estoirem para aí com a vontade de eliminar os Ingleses, porque depois já não somos capazes de ser Campeões!». No fundo foi isto que os jogadores (e adeptos e jornalistas) interiorizaram, e teve o efeito que teve, mais a mais vindo de quem vinha. Repito: falta de ambição e demonstração de medo no ultimo momento, para quem até aqui se tinha aguentado sem recorrer a esta conversa.
    Tácticamente não questiono, nunca o faço, porque todos somos grandes estrategos depois de observar os erros cometidos! Antes é que é complicado! Concordo em absoluto, que os momentos chave do jogo nos foram todos desfavoráveis, e nem é preciso dizer, que aquele guarda-redes não está à altura de uma equipa como a do Benfica, e a todos os níveis (técnico, mental, carácter, etc.).
    Se não há cu para duas cadeiras, o melhor é para o ano irmos à Liga dos Campeões, só para ver as vistas, e voltar ao desespero desta época, querendo sair de lá rápidamente, porque vai haver o titulo 2010/2011, para conquistar, e há a tal questão das prioridades e tal…

    • 5 tabakaebola
      09/04/2010 às 14:14

      meu caro zé…faz a vontade de desmentir que não terá sido pela influencia dos ditos apóstolos que ele terá mudado o discurso… 🙂
      tu próprio confirmas um desgaste da equipa..podes chamar o que quizeres que nem contesto que de medicina não percebo nada…mas não podes negar que uma equipa que joga numa 5º feira vai para a figueira de autocarro e joga na 2ª para rumar de autocarro e ir depois de avião para Liverpool que não desgasta?…eu pergunto…será o Guardiola assim tão tato que em vesperas de rumar a Londres para jogar com o arsenal deixa no banco o xai e o Messi entre outros?
      qt á questão de não podermos jogar na champions…bem…não leste direito o que escrevi…”mas devido à miserável forma como a UEFA a secundarizou com um calendário que apenas permite que equipas sem mais ambições noutras provas possam fazer carreira na mesma.”
      será coincidência o facto de todas as equipas nesta fase estarem arrumadas nas suas ligas excepto o Benfica?…a champions tem melhor estrutura…o que não me impede de pensar que o plantel tem de ser bem trabalhado para evitarmos os mesmo problemas esta época…
      …mas aguardo mais opiniões porque a conversa é interessante…

      • 6 José Henriques
        09/04/2010 às 17:28

        Eu percebo quando dizes que a Liga dos Campeões é a competição mais acarinhada pela UEFA, e em função da qual, a UEFA leva mais em consideração os calendários internos de cada País, mas parece que já estou a ver tudo daqui a um ano com a mesma conversa.
        As datas podem ser mais equilibradas comparativamente à Liga Europa, mas o número total de jogos até acaba por ser maior na LC, para além de que esses jogos são mais competitivos, por existir maior equilibrio entre as equipas, logo o desgaste global, para o ano por esta altura, vai ser até maior. Jogos verdadeiramente competitivos na Liga Europa desta época, só tivemos a eliminatória com o Marselha e esta com o Liverpool.
        Ao longo da história do Benfica, esta questão de competir para vencer, a nível interno e na Europa, já teve exemplos diversos! Se em 1962 fomos Campeões Europeus, mas perdemos o titulo nacional para o Sportin, como referes no texto, em 1961 – também com Gutman – tinhamos vencido internamente e na Europa! E o que dizer de 1971/72 com Hagan ou 1980/81, com Baroti, onde vencemos tudo internamente e chegámos à meia-final da competição em que estávamos? Ou em 1982/83, com Eriksson, em que vencemos tudo em Portugal e fomos à final da UEFA?
        Também existem exemplos contrários: 1972/73 melhor Campeonato da história do Benfica e eliminados à 1ª pelo modesto Derby Country, e em 1987/88, com Toni, um Campeonato deplorável, todavia finalistas na Taça dos Campeões!
        Recordo ainda, que na próxima época não vamos andar a disputar o titulo com o Braga, que apesar de muito ajudado, é uma equipa reconhecidamente modesta! Para o ano temos o «porco», reforçado e disposto a repôr o futebol Português na lógica dos ultimos anos! Vai ser mais duro internamente. Parece que já estou a ver tudo a dizer, que eles estão na Liga Europa, que é pobrezinha e têm a vida mais facilitada que nós, e que precisamos sair da Liga dos Campeões depressinha, se queremos ganhar-lhes o Campeonato! Enfim…

  3. 09/04/2010 às 14:44

    concordo com tudo. demos um estoiro brutal física e psicologicamente. não tivemos estofo para não entrar à maluca e jogarmos em contra-ataque. parecia que tinhamos perdido na primeira mão. e, depois, claro, os golos sofridos de forma anjinha. o Júlio César não é guarda-redes para o Benfica mas o JJ ganha comissões nas compras. a do Maxi, não entendo. não vai jogar na terça, qual a razão para ficar no banco? o David Luiz à esquerda? mas por que bulas. o homem joga bem é no eixo e o Fábio Coentrão está um rico jogador e pode, apesar de parecer paradoxal, libertar o Di Maria. de resto, ainda acreditei quando o Cardozo marcou mas, lá está, uma vez mais o David Luiz tem uma subida perfeitamente estúpida, à semelhança de muitas este ano (o que não invalida o facto de já ser um rico central). a converseta do JJ depois do jogo com a naval, onde já se sentiram dificuldades, também não ajuda. enfim, não temos cu para duas cadeiras mas tivesse sido outro o sorteio e agora estaríamos ainda a sonhar.
    terça, 13 de abril, qual é o acontecimento? será o renascer dos fantasmas? não “diga-me isso”!
    saudações Gloriosas
    s

    • 8 tabakaebola
      09/04/2010 às 15:28

      13 de abril de 1986…acho…é meso renascer de fantasmas…agora percebo pq o scp aceitou a realização do jogo para essa data…

      • 09/04/2010 às 15:47

        dia em que perdemos o campeonato contra eles em casa. não vai acontecer outra vez!

      • 09/04/2010 às 15:48

        eles, os maus de azul!

  4. 11 Riera
    09/04/2010 às 14:47

    Estás estranhamente acertivo hoje, Bola! Deve ser da convivência com vascos… A tua apreciação é correcta em diversos aspectos, e tocas em 2 pontos fundamentais: demasiadas mexidas na defesa e o evidente cansaço de jogadores nucleares! E tocas na ferida: se esta equipa representasse outro emblema, dado a certas jogadas “fruteiras”, com que vantagem no campeonato teriamos abordado esta eliminatória? 10 pontos? 12? Quanto ao mercado de inverno, há 2 casos que me moem o juízo: o Éder Luiz, com rendimento próximo de zero, e o Urreta, cujo futebol e presença tanto jeito teriam dado nestes jogos! Opções.. Agora venha o que é realmente importante: a conquista da Liga! Fé absoluta nesta equipa e no seu timoneiro! Carrega, Benfica!

    P.S.: Já votaste em mim no site do DN? Eh! Eh! Eh!

    • 12 tabakaebola
      09/04/2010 às 15:16

      grrrrrrrrrr…

  5. 13 carrepos
    09/04/2010 às 15:38

    Não criámos uma única oportunidade de golo…

  6. 14 MISTER MISTER
    09/04/2010 às 16:00

    😥 😥 😥 😥

  7. 15 tabakaebola
    09/04/2010 às 16:12

    MB…qt à questão da sorte…ai aí tens td a razão…

  8. 16 ay-a-tola
    09/04/2010 às 18:58

    13 de abril de 86!porra,gosto muito de vir a este blog,mas saio daqui quase sempre mal disposto.sempre a agoirar! um gajo já anda nervosso e vocês tambem a foderem-me a cabeça.

  9. 17 24
    09/04/2010 às 20:02

    Benfica sempre…. não somos inferiores àqueles “papa-hamburguers”.. vamos dar a volta por cima já esta terça contra a lagartada… OHHHHHHH SPORT LISBOA E BENFICA O CAMPEÃO…

  10. 18 ela
    11/04/2010 às 17:26

    pois…

    Invençoes na defesa….
    Deixar em campo jogadores de rastos….
    Nao mandar entrar o Fabio mais cedo ….
    Nao deixar entrar outros contudo convocados….

    Enfim !

    Nem vale a pena !

    Para mim, o desfecho ficou selado na primeira mao !
    Nao se pode desperdiçar ocasioes assim !

    NEXT

    • 19 MISTER MISTER
      11/04/2010 às 18:20

      PA AVEC CALUDA E FAZ-ME UM CAFE COM DOIS ACUCARES E LEITE JA!!!!!!! 🙂

    • 20 MISTER MISTER
      11/04/2010 às 20:44

      PA AVEC CALUDA E FAZ-ME UM CAFE COM DOIS ACUCARES E LEITE JA!!!!!!!! 🙂


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


Bola7Inc

Abril 2010
S T Q Q S S D
« Mar   Maio »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Estatisticas

  • 940,885 Visitas
Free counters!

Sondagens

Top de classificação

Páginas

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 43 outros seguidores


%d bloggers like this: