14
Maio
10

Eis o homem!

No final da época passada, e quando se previa o fim do pesadelo do consulado quiquinho, propus-me avançar com aquela que seria na minha modesta opinião a solução ideal para o futuro treinador do Benfica, em https://bola7inc.wordpress.com/2009/05/13/treinadores-vos-quero/ : um treinador estrangeiro, conhecedor da realidade nacional, disciplinador e ganhador.

Porquê um treinador estrangeiro ao invés de um nacional? Preconceito? Não, apenas a análise da história do Benfica. Depois porque sempre pensei que na fraca estrutura do futebol encarnado, somente alguém com personalidade capaz para tornear esse óbice. E do meu conhecimento do estilo do futebol luso, duvidava da capacidade e um técnico luso ser capaz de estar a altura de tão alto desígnio. Mas no final do post disse sobre Jorge Jesus: E quem sabe se não será ele mesmo o eleito. A que preço…o preço foi o retorno ao passado.

A palavra “eleito” não foi colocada de forma inocente. Eu no fundo queria acreditar que a confiança inabalável de alguns amigos, mercê de uma percepção do trabalho e capacidades de Jorge Jesus, que eu não possuía, fosse plena de sabedoria e verdade. O bom Deus fez-me criatura com uma virtude: saber ouvir.

Durante a época inteira várias vezes eles me questionaram…”vês como tinha razão!?” “Porque não admites que ele é o homem?” Foi com redobrado prazer que fiz ouvidos de mercador ás suas interpelações. Sempre afirmei que diria o que penso do homem na altura certa. Chegou o momento. Porque ele ganhou a liga? Não, porque terminou a época, e também porque…me apeteceu.

Jorge Jesus é sem duvida a personagem mais importante do êxito da época 2009/2010. Ele primeiro, depois os jogadores, e restante estrutura do futebol, desde os adjuntos, Rui Costa ao presidente de direcção, etc…ah, e os adeptos, esses fantásticos adeptos, únicos no mundo, e digo isso sem a menor duvida em cada sílaba que escrevo, mas que a exemplo de quem os lidera, tinham-se esquecido da génesis que é essência do clube.

JJ é o 1º treinador português que recebe um Benfica decadente que de grande só tinha a alma e títulos empoeirados. Um Benfica cujos adeptos já se contentavam em realizar ridículas hollas colossais após a conquista de 4ºs lugares na liga. Um Benfica belenenizado e a caminho do degredo absoluto. Uma vergonha para o passado.

JJ percebeu que não podia deixar nada de pé desse aparente novo status. E empenhando a carreira num estilo tipo “revolution ou muerte”, atacou a época no limite, sabendo que não tinha ponto de retorno: ou vencia, ou morria mesmo.

Curioso como é preciso estar de fora para conhecer bem o interior a alma de muitos. Ele não sendo benfiquista de coração pressentia melhor que ninguém que a alma encarnada não estava morta. Que no fundo dela restava ainda o sopro dos antepassados, aqueles que formaram um clube vencedor. E foi ao fundo desta alma, buscar tal qual Dante, munido de uma foice foi ao inferno buscar a sua amada Beatriz, essa chama vencedora.

Os adeptos compreenderam de imediato que o momento da libertação tinha chegado, mas que tinham também de trabalhar, gastando, diga-se, muito para isso.

Os jogadores na maioria eivados numa vaidade prepotente e inócua, esses finalmente perceberam a dimensão do clube que lhes albergava. E tal qual em 1982 em Toronto, quando as vedetas de então ajudaram o seu jovem e corajoso líder, Ericksson, a expulsar os insolentes uruguaios do campo quando se recusavam a deixar a equipa encarnada treinar, os jogadores do actual plantel acreditaram no seu líder, condição fundamental para o sucesso, transfigurando-se, e aceitando o legado daqueles que com muito suor, lágrimas e sangue tinham erguido o clube ao reino do mistico.

A conjugação, feita de confiança entre o técnico, adeptos e jogadores, tornam o Sport Lisboa e Benfica um clube impar a nível mundial. Foi assim no passado e tem de ser assim no futuro.

Mais que as questões técnico/tácticas, foi a devolução da esperança ao adepto, o maior legado deixado esta época por Jorge Jesus. Foi um golear de medos como disse um dia o meu amigo Notlim. Mas mais que isso, e aqui estabeleço a minha diferença entre os fans seguidores do “mestre”, e a minha pessoa, eu não me contentaria num Jesus Cristo apenas homem falível, mas sim num Jesus Cristo, Deus feito homem, que sofreu, morreu mas venceu a morte. Passe a heresia, eu não acreditaria num Jorge Jesus que no final não cumprisse o seu destino: vencer.

Sim, vencer. Eis a maior virtude de JJ. Vencer. Vencer o derrotismo militante no clube e devolver a este o seu Santo Graal: vencer. Esta é a verdadeira mística do Benfica. Quem não compreender isso não compreende o que é o Benfica. Graças a Deus, Jorge Jesus compreendeu e soube passar a mensagem,

Viva Jorge Jesus, viva o Benfica!

PS: as questões de índole técnico/tácticas, virtudes, defeitos, feitos e erros serão tratadas noutro tópico para a semana.

Bola7 falou…

Anúncios

28 Responses to “Eis o homem!”


  1. 1 Red skin
    14/05/2010 às 09:58

    O Eriksson já deu o que tinha a dar… Jorge Jesus é o melhor treinador português da actualidade… o q n é desprestígio nenhum, pois qd se tem Mourinho, o Henrique Calisto, Manuel José e Queiroz (LOL)….

    • 2 tabakaebola
      14/05/2010 às 10:22

      Que tem o Eriksson pah?

  2. 3 ednilson
    14/05/2010 às 10:05

    Estando o Papa de visita a Portugal…..é caso para dizer ALELUIA!

    • 4 tabakaebola
      14/05/2010 às 10:22

      hum…é isto que tens para dizer pah?…tanto trabalho…grrrrrrrr

    • 5 pcnunes
      14/05/2010 às 15:38

      Eu diria mesmo…

      “eis o homem”…

      quem espera sempre alcança…e foi isso que aconteceu.

      Muito Bom, Boleca

      Abraços

  3. 6 Tosta Mística
    14/05/2010 às 10:16

    O homem fez um bom trabalho logo na escolha dos reforços da equipa na pré época: Saviola, Javi, Ramires, Weldon, Peixoto (serviu para as encomendas) e a repescagem do Fábio. Foi aí que começou a ganhar o campeonato.

    Ou seja, finalmente temos alguém que sabe escolher reforços e saber do que interessa.

    Depois colocou a equipa a jogar solta e com uma alegria maluca, em vagas de ataque sucessivos. Elevou de sobremaneira os indices de confiança da equipa e dos adeptos.

    Há muito não se via um treinador a gerir tão bem os esforços da equipa e dos jogadores, entre o campeonato e a europa (periodos de descanso do Aimar e Ramires, por exemplo).

    Realmente a eliminação em Liverpool soube a amargo de boca, e foi talvez a única falha visivel, mas compreensivel para quem já não ganhava o campeonato há 5 anos.

    Mas, para mim, a principal lição de Jesus foi a de me fazer de novo ACREDITAR: Contra ventos e marés, contra árbitros e anti-benfiquistas, dirigentes corruptos e sistemas montados, afinal tudo se resume a ser superior, magnânimo, dentro das quatro linhas. Se cada jogador for guerreiro e brioso em cada desafio, a taça, qualuqer que ela seja, será nossa!

    Isso, nem Eriksson me tinha mostrado.

    • 7 tabakaebola
      14/05/2010 às 10:26

      Não comparemos..pq foram outros tempos…mas no tempo do Eriksson em 82/83 o então jovem sueco era um Deus para mim…outros tempos…e qt a defeitos adianto-me aproveitando a deixa do ednilson…tenho alguma duvida na sua análise qt á questão dos reforços…e mais não me adianto…

      • 8 Tosta Mística
        14/05/2010 às 10:37

        Também para mim Eriksson foi um Deus, e o responsável por algumas faltas às aulas…

        Um Gentleman.

        Mas incapaz de afrontar o flatulento e dizer-lhe cara a cara “o titulo é meu”.

        Quanto aos reforços: é evidente que é um tema dificil, é como comprar melões, só quando abertos temos a prova da valia… Mas, em média, estou satisfeito.

  4. 9 ednilson
    14/05/2010 às 10:21

    O trabalho de Jorge Jesus foi fenomenal em todas a vertentes….e a única em que se podem colocar algumas interrogações foi na escolha de alguns jogadores.

    No devolver da fé, no encarnar do espirito benfiquista, na motivação, nas questões técnico/técticas, na valorização de jogadores, na mudança radical de comportamentos de dirigentes, na criação de uma estrutura forte…..o homem foi simplesmente soberbo!

    • 10 tabakaebola
      14/05/2010 às 10:23

      ah bom…

  5. 11 José Henriques
    14/05/2010 às 11:05

    Faço parte daqueles, que com JJ, voltaram a ver o Benfica que aprenderam a amar, e essa é uma divida impagável, que teremos sempre com ele!

    Também venerei Eriksson, também agradeci a Baroti (tinhamos estado 3 anos sem titulo e com Baroti ganhámos Campeonato, Taça e fomos à meia-final da Taça das Taças), idolatrei Hagan, respeitei Mortimore e endeuso Otto Glória. No entanto tenho um lugar especial para JJ, porque nos tirou do «coma», e só dá verdadeiro valor à vida, quem já esteve à beira da morte.

    Tudo o que possa dizer deste treinador é pouco, para mostrar o que me vai na alma! A minha filha mais nova, que vai fazer 16 anos, ainda não tinha «visto Benfica», e é sócia desde o dia que nasceu. Mesmo que seja só por isso, já é muito o que tenho para agradecer!!

    • 12 Tosta Mística
      14/05/2010 às 12:19

      Isso mesmo.

      Lembro-me bem do Sr Baroti, época muito boa. Já não me recordo é porque não continuou…

      • 13 José Henriques
        14/05/2010 às 14:55

        Baroti saíu porque na 2ª época…nao ganhou nada, para além de que estava à beira dos 70 anos, e ele próprio já pensava na reforma.

        Para além disso, o Benfica andava a seguir um rapazito com 32 anos, treinador do IFK Goteborg, que venceu na final da Taça UEFA o poderosissimo (nesse tempo) Hamburgo.

  6. 14 Chefe
    14/05/2010 às 11:16

    Explica lá isso dos uruguaios que não me lembro

    • 15 tabakaebola
      14/05/2010 às 11:40

      Já o escrevi noutro post…mas foi mais ou menos assim…no inicio da época o Benfica foi a um torneio em Toronto…quando os jogadores iam fazer o treino de adequação ao relvado os uruguaios dos Penarol deixaram-se estar por lá gozando com o Benfica não saindo para dar vez aos nossos…Ericksson aborreceu-se e o que fez foi fundamental para ganhar a equipa…sozinho pegou nas bolas e entrou em campo com a aquela calma que deus lhe deu mas com determinação…ao ver isso os uruguaios dirigiram-se para ele com o intuito de sei lá…foi então que os jogadores do Benfica entre um misto de espanto e orgulho do eu jovem técnico entraram também em campo para o protegerem e marcarem também posição..os uruguaios meteram o rabo entre as pernas e puseram-se a milhas…o Benfica ganhou o torneio julgo eu e a epoca…

      • 16 José Henriques
        14/05/2010 às 12:07

        Lembro-me desse episódio! Aliás, o Benfica tem mais situaçoes «quentes» com Uruguaios! Lembras-te do jogo de apresentação aos sócios com o Nacional de Montevideu, salvo erro em 1979? Foi o maior sururu da história da velhinha Luz. Parece que estou a ver o Chalana, que era mais enfezado, agarrado à bandeirola de canto e a dar com ela no lombo dos Uruguaios e o Humberto em autênticos golpes de karate, ao pontapé no focinho dos gajos, com aquele poder de impulsão espantoso dele! Até o Néné destribuiu fruta com fartura!!!!

      • 17 Tosta Mística
        14/05/2010 às 12:24

        “…Humberto em autênticos golpes de karate, ao pontapé no focinho dos gajos…”

        Hã, que saudades do grande Benfica de outros tempos…

        🙂

  7. 18 rcatarina
    14/05/2010 às 13:54

    Obrigado bom Jesus
    Pelo vosso grande campeonato,
    Perdoai o mal dos invejosos,
    Ajudai-os a manter o 3º e o 4º!

    Àmen

  8. 19 tabakaebola
    14/05/2010 às 14:25

    Estive nesse jogo na Luz com os uruguaios..particular…td nasceu de uma entrada do humberto sobre o rodolfo Rodrigues que foi depois gredes do scp….os uruguaios não gostaram e foram bater no Humberto…a equipa com o Pietra á frente não se ficou e foi o fim da macacada…os adeptos não se ficaram também e entraram no relvado..se não fosse a policia os uruguaios iam parar todos ao hospital…eu quando desci do 3º anel para reforçar a nosas tropas já não consegui entarr no relvado..que chatice..

  9. 20 VanBasten
    14/05/2010 às 15:12

    17 de Junho de 2009

    “Os jogadores do Benfica têm de saber que só podem ter uma sensação de satisfação “sendem” campeões”

    Pois…não é com 2ºs lugares, não é com participações razoaveis na Europa, não é com Taças da Liga que só servem para iludir os mais distraídos. É mesmo “sendem” campeões, que estes jogadores ficam na história e serão lembrados daqui a 20/30/40 anos. Jesus prometeu, Jesus cumpriu, Bola7 baixou a cueca.

    E quando o homem fala em “Chãopiãos Liga”, se calhar é para ser levado a sério…

    • 21 tabakaebola
      14/05/2010 às 15:43

      LÁ SABES SE EU USO CUECAS PAH…

  10. 22 VanBasten
    14/05/2010 às 15:22

    Quanto aos “afilhados” do Jesus…Weldon, para aquilo que foi contratado, serviu às mil maravilhas, Júlio César, pese embora a exibição em Liverpool, fez uma Liga Europa, a meu ver, de bom nível…o que para um GR de 23 anos vindo da pior equipa do campeonato, não deixa de ser assinalável…só contesto o César Peixoto…mas até aqui tenho as minhas duvidas se ele não terá sido contratado para jogar no meio campo (onde sempre que o fez, a meu ver esteve bem), à imagem do que fazia em Braga e acabou empurrado para defesa esquerdo (onde de facto não tem andamento) porque o Shaffer não pegou. Outro dos “afilhados” embora este com a particularidade de não ter sido treinado por ele, é o Fábio Faria…da maneira como o Jesus se referiu a ele nas poucas vezes que falou, cheira-me que está aí o novo defesa…esquerdo.

  11. 14/05/2010 às 20:24

    Sempre admirei o Jorge Jesus… e, este ano, tive a prova que precisava! 😀
    A início, por se se tratar do Benfica (e ser um pouco descrente na segurança da equipa), pensava que ele não ia dar a volta à mentalidade da equipa… mas… surpreendeu-me, apesar de acreditar nele. .D

  12. 24 rcatarina
    14/05/2010 às 22:48

    oh Bola já viu as camisolas pra proxima época?!
    mas que treta é aquela? até agora tinhamos 3 estrelas e agr k somos campeões ao invés de sermos condecorados com +, não… ainda ficamos só com uma!

    k equipamento… raios partam o estilista!

    • 25 tabakaebola
      17/05/2010 às 09:03

      tempos modernos…

  13. 26 VALEBEM
    16/05/2010 às 23:20

    Finalmente o grande Bola7 rende-se à qualidade do melhor treinador que o Benfica podia ter escolhido! Como diz o outro: «Eu já sabia!»…
    Só lhe falta algum pragmatismo na abordagem a certos jogos, de resto é um treinador fantástico!

    • 27 tabakaebola
      17/05/2010 às 09:02

      olha o vale por aqui… 🙂

  14. 28 fernando Dias
    17/05/2010 às 00:32

    Boa noite caro bola 7 aqui estou apenas para afirmar que quem tinha razão era eu , pois desde da 1ª hora que te disse . o que aliás tu podes confirmar, que Jesus era o homem indicado para levar o Benfica ao título. Apostou tudo nele e ganhei. E evidente que não é perfeito
    e como qualquer mortal tem falhas. Em minha opinião a equipa apenas falhou em Liverpool, aí acusou e muito o desgaste do jogo com a Naval 3 dias antes , além de Jesus ter feito alterações na defesa que privaram a equipa das rotinas da mesma, para além de o Liverpool com F. Torres ser um equipa de grande nível europeu, e falhou também nas no dragão. Aí a equipa jogou sobre brasas, não aguentou o ambiente hostil criado em redor do jogo e Jesus não preparou a equipa psicologicamente para um jogo de elevado grau de dificuldade. Em suma em minha opinião foi uma época muito boa e faço votos que próxima época seja igalmente uma época recheada de êxitos.

    Um abraço-O Águia de ouro- Fernando Dias


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


Bola7Inc

Maio 2010
S T Q Q S S D
« Abr   Jun »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Estatisticas

  • 940,765 Visitas
Free counters!

Sondagens

Top de classificação

Páginas

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 43 outros seguidores


%d bloggers like this: