06
Set
10

Vamos falar de bola!

Não vale a pena chorar sobre o leite derramado. Temos o que temos e paciência. Espero que um dia certas pessoas tenham tomates para assumir os seus erros e ponto final.

A maioria dos adeptos acredita que uma boa equipa de futebol é aquela que possui um sistema de jogo no qual os jogadores têm funções simétricas nas duas metades do campo, sendo que este é separado por uma linha invisível mesmo a meio do relvado, dividindo a equipa num lado esquerdo e lado direito. Raramente vi suceder tal coisa, porque as movimentações dos jogadores de um lado raramente são reproduzidas fielmente no outro lado.

O Benfica da época passado era um bom exemplo. Conhecidos observadores do meio futebolístico diziam que a equipa era uma cópia do Benfica de 82/83, versão made in Erickson. Na minha opinião era mais Benfica versão 89/90, também made in Erikson.

Ora vejamos…o Benfica 2009/2010 funcionava com um trinco, o Javi Garcia, servindo de tampão aos centrais e protegendo as costas do Pablo Aimar, na zona central com o Di Maria aberto à esquerda, na maioria dos jogos como extremo à moda antiga, de correr à linha e centrar, embora o argentino fosse muito mais desequilibrador que um extremo…direi…simples.

O segredo do jogo encarnado estava à direita. Sem um “Di Maria” à direita, JJ engendrou um esquema muito bem concebido e executado por jogadores de categoria. Ramires, que é um médio centro na sua essência, partia da direita para o centro, equilibrando a equipa quando esta sofria de esquerdite aguda, ou seja, quando ao Di Maria se juntava o lateral esquerdo, o Aimar e mesmo o David Luís. A inteligência táctica com grande pulmão de Ramires permitia, uma maior segurança no meio campo, evitando imensos contra-ataques adversários. Como era um jogador completo ajudava também o ataque, aparecendo imensas vezes em zona de finalização, e triangulava com Aimar e com o inteligentíssimo Saviola que fazia o movimento do centro para a extrema direita, criando…segredo dos segredos, espaço para as entradas surpresas do Maxi Pereira em zonas de finalização.

A semelhança com o Benfica de 89/90 residia no papel do genial Vítor Paneira. Também originalmente médio centro, ou mesmo avançado, ele ajudava imenso na luta pela bola na zona central quando necessário, onde Jonas Thern “era pouco para todas as encomendas”, e aparecia também na ala, fosse a defender como a atacar. Quando entrava em zonas interiores o espaço lateral era ocupado pelo “extravagante” mas excelente Lima, que fazia o mesmo papel do Saviola. O resto era tudo muito igual também….Pacheco fazia de Di Maria e Magnusson de Cardozo.

Esta época sem Di Maria perdeu-se imenso tempo a procurar um substituto para o argentino, após verificar-se que Gaitan não é, e que provavelmente vai demorar muito tempo a ser extremo. Verdade seja dita, se houvesse um substituto à altura do Di Maria nunca ele viria para o Benfica, por isso…

Contratou-se o Salvio, mas para a direita, numa tentativa para simetrizar o sistema, com ele à direita e o Gaitan à esquerda. Não acredito muito nesta solução porque como disse, o segredo estava na capacidade de compensação a meio campo do Ramires, e todo o mundo sabe que o Salvio não é e dificilmente será médio interior.

Que fazer então, com o este plantel? Ora bem, e porque não trocar os papeis. Porque não trocar a imagem do espelho? Porque não colocar um extremo direito em campo e um médio interior esquerdo no outro lado? Sim, porque não inverter tudo? Colocando o Salvio a extremo a fazer o papel do Di Maria, apoiado pelo Maxi Pereira e na esquerda, um médio interior, que parece ser mais o papel do Gaitan, com a deriva do Saviola para a esquerda, permitindo assim a subida mais consistente do Coentrão.

Ah, e as famosas subidas destabilizadoras do David Luiz? Uma coisa eu sei e todo o mundo sabe…ele já está bem marcado pelo seu papel no ano passado. Alguém tem sempre a missão de o parar. Bom, ou sai menos ou sai…pelo outro lado.

Não se faz ovos sem omeletes, e quando não há cão, caça-se com o gato…agora perder tempo a chorar e lamentar-se é que não.

Bola7 falou…

Anúncios

22 Responses to “Vamos falar de bola!”


  1. 1 tabakaebola
    06/09/2010 às 15:09

    se fosse para falar de rabos estava cheio de comentários…

  2. 06/09/2010 às 15:35

    Parece-me uma excelente solução. Pelo menos é das melhores alternativas que o actual plantel proporciona. Já tinha pensado em algo do género mas nunca o conseguiria descrever tão exemplarmente como tu.

    Acredito que iria resultar…

    Saudações Gloriosas!

    • 3 tabakaebola
      06/09/2010 às 15:40

      até que enfim… 🙂

  3. 4 Tosta Mística
    06/09/2010 às 15:42

    Excelente análise.

    O ano passado o que J.J. fez foi arranjar a melhor solução táctica para os recursos postos à disposição, recursos esses que com o Kikinho andavam meio perdidos.

    É isso que este ano tem de repetir, como grande treinador que quer ser. E chega de choramingas.
    Embora não seja o meu exemplo de treinador, lembro-me da época em que Artur Jorge foi campeão europeu no dragão. Afastou jogadores consagrados e com putos novos fez uma equipa. O mesmo se passou com o Mourinho (ok, já sabemos que as frutas e os conselhos matrimoniais a árbitros ajudaram à dança). E já antes o mesmo havia ocorrido parcialmente com o Erikson/Toni no Glorioso.

    Parece que o 4-3-3 (dois médios interiores) não resulta, pois o Saviola não é extremo puro e o Cardozo não sabe jogar sozinho na área.

    Estou ansioso por ver que soluções o nosso catedrático andará a congeminar, ainda para mais sem Coentrão na esquerda…

    Será que ainda vamos ter Balboa a fazer de Ramires?

    • 5 tabakaebola
      06/09/2010 às 15:56

      Balboa?….brincamos?…não me digas que ele está inscrito?

      • 6 Tosta Mística
        06/09/2010 às 16:26

        Carlos Martins substitui Aimar e não defende, não é candidato ao lugar “Ramires”.

        Ruben substitui Maxi, mas é um candidato ao lugar de Ramires.

        O puto Salvio oxalá seja uma surpresa, mas parece mais extremo, não sei se saberá defender, contra as grandes equipas da europa.

        Se o Balboa é nosso, porque não formatá-lo? Eis um desafio ao J.J.

        Ps: O Mourinho dispensou o cigano do Inter, mas pelo último jogo da selecção deu para ver que bem trabalhado dava jogador. Haja quem tenha paciência. Talvez o mesmo se aplique ao fetiche do kikinho.

      • 7 tabakaebola
        06/09/2010 às 16:47

        Quaresma é o tipico jogador para equipa pequenina…aí ele é rei…qd se junta aos maiores tem complexos…

  4. 8 MasterBoy
    06/09/2010 às 17:21

    Bem visto, mas ja agora, para quando o post sobre o Queiroz e o que se passou?

    Abraço

    • 9 tabakaebola
      06/09/2010 às 17:44

      outro?…já o fiz no dia em que ele entrou…mas pronto…amanhã falo da selecção… 🙂

  5. 10 FR
    06/09/2010 às 17:24

    Por acaso também já tinha pensado nisso dessa maneira.
    E até acho que já era o que o JJ queria no último jogo, mas aquela expulsão mudou tudo.

    É esperar por sexta, para ver como ele vai colocar a equipa em campo.

  6. 06/09/2010 às 17:45

    Epá, Ramirez o ‘neguinho’ combinava com um gajo que se movimentava para a ‘extrema direita’ ?

    Mais a sério, parece-me que é essa a ideia de Jesus. E sinceramente, Gaitan não sendo Di Maria, parece-me bem mais inteligente na forma de pensar o jogo. Gosto do rapaz, a sério.

    Vamos ver o que nos revela Salvio.

  7. 12 lequinos
    06/09/2010 às 18:37

    Gostei da analise e sobretudo da comparação com o benfica de 89/90, embora me pareça ser Vitor paneira muito mais desequilibrador que Ramires, perdendo claramente no aspecto (equilibrio) defensivo! Jonas Thern era na altura, um dos melhores medios europeus, o que por si só compensava os desequilibrios em qualquer zona do campo! quanto ao resto, perfeitamente de acordo.
    Gostei ainda da frase;”Não se faz ovos sem omeletes, e quando não há cão, caça-se com o gato…agora perder tempo a chorar e lamentar-se é que não” embora me pareceça que há ovos de qualidade mais que suficiente para fazer várias omeletes, desde que o(s) cozinheiros sejam bons! e já provaram que sim! deixem-se portanto de choradeiras, e vamos a eles…

    • 13 tabakaebola
      06/09/2010 às 22:47

      pois…é uma questão de tomates…ou da ausencia dos mesmos…

  8. 14 Mauro
    06/09/2010 às 18:53

    Gostei da aposta no mantorras para extremo…

  9. 15 Luis Ferreira
    06/09/2010 às 22:18

    Caro bola7, as semelhanças valem em tudo para as 2 épocas, pois em 82/83 acontecia exactamente o mesmo.

    “Sem um “Di Maria” à direita, JJ engendrou um esquema muito bem concebido e executado por jogadores de categoria. Ramires, que é um médio centro na sua essência, partia da direita para o centro, equilibrando a equipa quando esta sofria de esquerdite aguda, ou seja, quando ao Di Maria se juntava o lateral esquerdo, o Aimar e mesmo o David Luís.”

    Sem um Chalana à direita, Eriksson usou Carlos Manuel que sempre foi o maior ponto de equilibrio do meio campo do Benfica, atacava bem e fechava o centro como se um médio centro fosse nas subidas de Humberto ou na pouca vontade de defender do Alves ou até quando o Álvaro/Pietra se juntavam ao Chalana… bem mais do que Veloso se juntava a Pacheco ou José Carlos se aventurava no ataque como Pietra ou Maxi Pereira…

    Mas esta comparação so faz sentido se falarmos no dinamismo da equipa, porque o futebol jogado era completamente diferentre.

    já estás fora de moda.

    • 16 tabakaebola
      06/09/2010 às 22:46

      meu caro…sabes que isso de moda…enfim…não me diz muito…eu sou do tempo dos becks…4ºs defesas…laterais…interiores…e nada disso tem a ver com moda de casa…tenho este problema…vejo o futebol no global…para mim as modas das entrelinhas fazem-me espécie…

      • 17 Luis Ferreira
        08/09/2010 às 00:21

        Podias pegar em qualquer parte do texto e dizer que sou vesgo ou que não percebo nada de bola, afinal não foi nada disso, pegaste naquilo que menos interesse tinha ou seja deste-me a razão.

        retiro a moda do texto e encho-te com um…. TÁS VELHO!!!

        HEHEHEHEHE!!!!!

        Abraço amigo.

      • 18 tabakaebola
        08/09/2010 às 08:38

        grrrrr

  10. 19 Amsterdam
    07/09/2010 às 00:05

    Gostei Bola,amanhã desenvolvo…

  11. 20 HEROIS, O BELO, MAGNAMIO, VOSSO DEUS
    07/09/2010 às 09:39

    OH PA PARA DESENVOLVER E PRECISO SABER

    • 21 tabakaebola
      07/09/2010 às 11:11

      eheheh

  12. 22 Hugo Miguel Franco
    07/09/2010 às 10:26

    Excelente Bola 7!
    Gostei da tua análise.

    Quando penso no plantel do Benfica, o que ele é, as possibilidades que permite e os objectivos que poderá alcançar; quando comparado com o que poderia realisticamente (de Real) ser, fico ainda mais triste!

    Se eu estou assim que fará o treinador.
    Será que Jorge Jesus não se demite e os deixa na mão com a trampa?

    Que futuro imediato para o nosso futebol?

    a) Apostar na capacidade de flanquear o jogo? Sem extremos e com apenas dois laterais (Luís Filipe e César Peixoto, não são jogadores para o Benfica)?
    Esta estratégia já levou a 4 derrotas consecutivas, exacto 4! Pois o meio-campo e toda a equipa não actua como um bloco.

    b) Apostar no reforço da zona central? Será possível colocar Airton e Javi Garcia simultâneamente em campo e mesmo assim ganhar?

    c) Acreditar no milagre de desenvolvimento de Felipe Menezes? No empenho de César Peixoto? Na sublimação de Rúbem Amorim?
    Que alguém pura e simplesmente seja capaz de ser um centro campista moderno?!

    d) O 4x3x3 dos podres e Vieirados? Colocar os avançados móveis como falsos extremos? Saviola, Gaitan, Salvio, Wesley?

    E se como indicas fosse pretendido conceber algo semelhante à época passada? O melhor seria colocar Maxi Pereira a fazer de Ramires e Gaitan a ser Di Maria, ou urrar pelos 25% do passe de José António Reyes.
    E quem será o novo Maxi Pereira na direita? Alípio, Rodrigo, Oblak, tanta coisa boa.

    Ou inverter os flancos? Fábio Coentrão a médio esquerdo, Salvio/Jara e Maxi na direita. E para defesa esquerdo? O Traoré ou o Helb? Ou aqueles dois jogadores do Atlético Madrid, mais o Shaffer.

    E que tal um 3x5x2, com os melhores em campo.
    Da esqueda para a direita: David Luís, Luisão, Sidnei; Fábio Coentrão, Javi Garcia, Gaitan, Aimar, Maxi Pereira; Saviola e Cardozo.

    Sim o nosso melhor dez de campo. Será capaz aquele meio campo recuperar, segurar, marcar os ritmos de jogo ? E a defesa capaz de ser coesa com os alas?


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


Bola7Inc

Setembro 2010
S T Q Q S S D
« Ago   Out »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Estatisticas

  • 940,765 Visitas
Free counters!

Sondagens

Top de classificação

Páginas

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 43 outros seguidores


%d bloggers like this: