04
Mar
11

O problema 10!

É um facto e não vale a pena escamotear. O Benfica tem um sério problema para resolver na posição 10.

É certo que o numero 10 à moda antiga desapareceu. Jogadores como João Alves, Valdo ou Rui Costa já não existem no futebol actual. O jogador que tinha como missão única comandar o jogo de ataque de uma equipa, poupando forças para municiar os avançados, o maestro que muitas vezes era uma prima-dona suportada por um carregador de piano já faz parte das memórias do passado.

O homem do centro do meio campo, de cabeça levantada, geralmente lento porque cerebral, assumindo o controle de todo o jogo atacante deu lugar a outro tipo de jogador que se esconde perto de uma linha, partindo em diagonal para centro, criando os desequilíbrios necessários à fluidez do jogo atacante da sua equipa.

Ou então, homem do centro do meio campo recuou no terreno para perto do tal carregador de piano, que muitas vezes são dois, desdobrando-se na árdua missão de recuperação de bola e assunção do jogo atacante.

Para isso é necessário antes que tudo, grande disponibilidade física.

O Benfica tem 2 camisas 10 em exercício, Aimar e Martins, e dois em fila de espera, Gaitan e Menezes. Tanto Aimar como Martins têm um historial de problemas físicos capaz de encherem páginas de boletins médicos.

Nenhum deles é capaz de assegurar com segurança o lugar uma série de jogos seguidos. Nem sequer conseguem um jogo inteiro. É um problema bicudo para JJ gerir. Principalmente porque é uma posição chave no jogo encarnado, e que só alguns têm a dimensão suficiente para a fazer. E porque o meio campo encarnado só contempla a existência de 2 médios centro.

Pablo Aimar foi sem duvida um dos jogadores mais geniais que eu já vi na posição 10, em especial quando chegou à Europa. Hoje ele já não é o mesmo jogador. As tais lesões condicionaram imenso o seu jogo. Mas é um jogador de uma personalidade esplêndida. Parecendo um contra-senso, Aimar ao não ser já capaz dos seus famosos piques, em drible e velocidade como poucos vi, teve a humildade de saber recuar no terreno, e entregar-se a uma tarefa contra natura, que é o preenchimento mais defensivo do meio campo, e em tarefas de recuperação de bola que lhe julguei incapaz e ainda disponibilizar-se para as funções atacantes.

Quique Flores quando se apercebeu da incapacidade de Aimar de ser o Aimar dos primeiros tempos despachou-o logo para o Saragoza. Quando o teve outra vez, já no Benfica, colocou-o bem à frente e depois até junto ás alas, como muita gente faz a este tipo de jogadores.

JJ preferiu apoiar-se no profissionalismo do argentino e recolocou-o no campo, exigindo assim, muito mais. E é ver o então descansado camisa 10 a fazer de 8, talvez…que isto dos números…Só que se Aimar na frente ainda se protegia fisicamente, nesta posição tem de dar tudo, e dificilmente acaba um jogo, pois corre-se o risco de ficar sem ele uma série de tempo.

Confesso que ao ver o jogo do Benfica a ideia que sempre me vem à cabeça, é que para ser uma equipa mais equilibrada e compacta, um jogador tipo Stromberg ou Thern convinha mais, pois já existem jogadores suficientes nas alas para dar qualidade ao jogo atacante da equipa, e que os maiores problemas que temos de suportar geralmente resultam do bloqueamento que é feito no centro do terreno por técnicos astutos, com a colocação de uma carrada de médios nesse ponto nevrálgico do campo.

A somar a isto tudo, a questão financeira. Dizem que Aimar é dos jogadores mais bem remunerados do plantel. Natural devido ao seu percurso como jogador de eleição. A idade também não ajuda. È um problema complicado. Deixar sair um jogador tão importante do plantel, quando já saíram Ramirez, Di Maria e David Luiz? Coentrão deverá ser o próximo, bem como Javi, que tem todas as condições para jogar em Inglaterra. É gente a mais. Mas que fazer? Ele está em idade de fazer um último grande contrato, e na certa não será o Benfica a equipa capaz para tal.

E se sair, Martins não será solução? Para mim não. Esforçado, eléctrico, mas muito oscilante, Martins é um bom suplente mas não tem a dimensão suficiente para comandar o jogo encarnado durante uma época, ou mesmo na maior parte dela, e além de mais, a sua disponibilidade física não é brilhante.

Serão Gaitan e Menezes capazes de ocupar essa posição? Não faço a mínima ideia. Uma coisa eu sei…convém resolver essa situação bem depressa para evitarmos os dissabores que passamos esta época com a questão das saídas de Di Maria e Ramirez.

Bola7

Anúncios

9 Responses to “O problema 10!”


  1. 1 Mauro
    04/03/2011 às 14:01

    Quando virem meu filho jogar sabem que o numero 10 à moda antiga ainda existe na formação

    • 2 tabakaebola
      04/03/2011 às 14:53

      em que clube?

      • 3 Mauro
        04/03/2011 às 14:58

        União Desportiva Oliveirense…;-)

  2. 4 tabakaebola
    04/03/2011 às 15:09

    pois…

    • 5 Mauro
      04/03/2011 às 15:14

      Pois….por alguma razão já foi chamado varias vezes a treinar nos rivais

  3. 6 ela
    04/03/2011 às 15:36

    Excelente, mais uma vez.
    Vou ja postar no topico del Mago onde o tratam de jogador em part time !!!!!

    HAJA PACIENCIA !

    • 7 tabakaebola
      04/03/2011 às 15:51

      HUM…

  4. 8 Carlos Silva
    04/03/2011 às 16:37

    O problema do Benfica não é ter falta de 10s ou de 8s, o problema que tem é o de qualquer equipa que pretende assumir o controle do jogo (versus jogar apenas em contra-ataque) e esse é o de ter um jogador, algures no miolo, que organize o jogo ofensivo da equipa.

    Acho que o 10 típico desapareceu mesmo, mas isso não implica que haja jogadores que preencham essa função. Veja-se o que faz o próprio Aimar na equipa: jogando de trás e participando nos momentos defensivos. Um pouco à imagem do que faz Lucho Gonzales no Marselha.

    Estes jogadores não são tão raros como pode parecer mas o Benfica devia procurar um jogadores com estas características. A inteligência, mais do que a técnica ou fantasia (Gaitan, Menezes) é o requisito máximo. Martins poderia ser alternativa não fossem os seus altos e baixos psicológicos, na minha óptica muito mais graves do que qualquer propensão para mazelas que ele tenha!

  5. 9 Hugo
    04/03/2011 às 20:09

    Concordo em tudo com esta preocupação…Aimar e Martins são bons, mas diferentes. E, para além disso, em circunstâncias normais, nenhum dos dois aguenta os 90 minutos.

    No entanto, sou da opinião que Gaitán poderia ser “O Jogador”, dado ser muito, mas mesmo muito inteligente isto, apesar de, dado a sua idade, ter ainda muito a evoluir.

    Mas aqui é que está o problema. Se Gaitán passar a desempenhar esse papel, é necessário encontrar alguém que faça o que Gaitán faz na ala esquerda.

    Em suma, de uma maneira ou de outra, há que arrepiar caminho para, à semelhança da época passada, começarmos a época com plantel bem definido. E eu acredito na direcção e equipa técnica, pois o que se passou este ano serviu de lição…

    Saudações Benfiquistas

    http://epluribusunum1904-2008.blogspot.com


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


Bola7Inc

Março 2011
S T Q Q S S D
« Fev   Abr »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Estatisticas

  • 941,110 Visitas
Free counters!

Sondagens

Top de classificação

Páginas

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 43 outros seguidores


%d bloggers like this: