Arquivo de Outubro, 2008

31
Out
08

5 anos – Podiam ser mais

Tenho um amigo que tem carta há alguns anos. Teve mais acidentes na estrada que ceguinho na cabeceira da cama. Já destruiu mais carros que directores publicos empresas do estado. Mas hoje que tem um BMW metalizado, fruto de um emprestimo de um banco qualquer,e que geralmente é conduzido pelo sobrinho, diz do alto da sua soberba que condutor como ele não há.

Bola7 falou…

31
Out
08

Pergunta da semana

Junto a que presidente se sentará esta jornada, o Sr. Professor seleccionador Carlos Queiroz?

Aceitam-se apostas.

O Vencedor terá direito a um lugar no casino da Póvoa de Varzim ao lado de um qualquer Doutor Juiz jubilado ou não, numa conhecida festa que por lá se realiza todo os anos.

Bola7 falou…

31
Out
08

Quem promete cumpre, dizem!

Confesso que falar dessa espécie de individuo me dá uma caganeira danada mas ao ler isto no Correio da Manhã não resisti a colocar a noticia em forma de homenagem aos meus amigos andrades:

31 Outubro 2008 – 00h30
FC Porto

Pinto da Costa ganha à comissão

Se o FC Porto ficar em terceiro lugar no campeonato e consequentemente afastado da Champions, os administradores recebem um prémio de mais de 800 mil euros. Desses, Pinto da Costa recebe cerca de 300 mil, sendo os restantes 500 divididos pelos três outros administradores: Adelino Caldeira, Reinaldo Teles e Fernando Gomes.

Fique a par de mais pormenores, em exclusivo, na edição do CM desta sexta-feira.

Para os mais desatentos, o tal senhor jurou,quem sabe pela filha outra vez, que do fcp nem um tostão levaria. Pois, como a coisa parece que não está a correr muito bem lá vem um ou outro inocente por em causa o seguinte: para onde foi parar a puta da massa?….xiu, mas baixinho pah, pois senão ainda acontece o mesmo que o tal ex-vereador….xiu.

Bola7 falou…xiu

30
Out
08

Maradona rei e senhor!

Pois é meus amigos, este génio da bola foi escolhido por Júlio Grandona (por falar nisso, que cola-tudo usa o gajo para estar tanto tempo sentado no cadeirão da Federação Argentina de Futebol?) para seleccionador nacional, substituindo Basile. Segundo os media Carlos Bilardo,  “apenas” coordenará a comissão técnica da Seleção Argentina. Maradona vai convidar o técnico campeão olímpico em 2008, Sergio Batista, aquele barbudo trinco em 86, para integrar a comissão técnica, mas por enquanto quem tem mais chances de cumprir essa função é Pedro Troglio, actual treinador do Cerro Porteño, do Paraguai. Bela marmeda.Diego Armando Maradona não disse mais nada à imprensa, e saiu irritado pela falta de organização na hora das entrevistas: “Portanto, não podemos falar“; “Não vou falar. Eu me incomodo, eles me incomodam. Se eles tivessem organizado algo como a gente falava” Disse El Pibe ontem. eheheh….pago para ver quanto tempo ele vai aguentar. Espero que aguente o tempo suficinte para colocar a fasquia do seu novo “amor” Di Maria aí nuns 40.000.0000€, para que com os devidos descontos entre algum dinheirinho bom na conta do Glorioso. Uma coisa é certa, duvido que com maradona o nosso Di Maria perca a cara de fome de biafre que padece jogo a jogo. O fumo não ajuda nada.

Bola7 falou

29
Out
08

A culpa é do sistema meus senhores – 1ª parte

É curioso como o futebol é um desporto no qual pouco ou nada se pode inventar.

Quando o Benfica foi campeão europeu arrasando o mítico Real Madrid, basicamente jogava em 4-2-4. Santana e Coluna faziam as despesas ao centro, tanto atacando como defendendo, à vez. Existe até uma célebre arrancada no final do jogo que é paradigmática para o que me interessa, na qual Santana depois de galgar dezenas e metros coma bola só não pede para ir dormir porque não pode. Curioso também como de designa um sistema, seja 3-5-2, 4-4-2, 4-3-3 ou outro, deixando de fora um elemento, o qual geralmente é a maior vítima da colocação dos 10 á sua frente.

Com Heleno Herrera á frente os ideólogos italianos repararam que com o simples recuo dos dois alas o sistema era mais eficaz do ponto de visto defensivo, e quem mais se lixou com isso foi Benfica. Outros como os brasileiros preferiram utilizar os extremos e o 4-3-3 foi moda nos anos 70, apesar das maluqueiras dos holandeses com o seu carrossel sem números, ou melhor, com números fixos.

Nos finais dos anos 70 eis que os carpinteiros entram em cena no futebol europeu, imitando os brasileiros, talvez com os Belgas à frente do martelo, e então foi ver o gago Festas, o sarrafeiro Rodolfo e o elegante Shéu à frente das defesas com o trabalho dos ditos carpinteiros: trincos, ou cabeças de área como já diziam os brasileiros.

De quando em vez, quando era preciso retrancas lá surgia o Eurico nessa posição, podendo dar felicidade a quem queria ter no centro da defesa os famoso Humberto Coelho e o tristemente falecido Carlos Alhinho.

E a coisa foi até surgir o tal Seven Goran Ericksson que alguns inocentes dizem estar a reformar-se esquecendo-se que alguém com mais idade para isso ostenta a taça de campeão europeu. No princípio Sven tentou o 4-4-2 típico nórdico colocando o Shéu à direita do João “luvas pretas” Alves. Barulho porco porque aparentemente não tinha lógica nenhuma, afinal o gago e o sarrafeiro continuava em su sítio. Sven recua um pouco e o 4-4-2 desaparece, sendo mais 4- -um passo 4-2., pois Shéu joga um passinho atrás do Alves. Mas um rapaz alto e loiro espreita: Glenn Stromberg. Entre o famoso Torbjorn Nilsson e Glenn Stromberg o último é escolhido. O passo à frente é dado. Com Carlos Manuel a seu lado, José Luís e Chalana nas alas eis o regresso do velho 4-4-2 ao Benfica. Não falo dos resultados pois o povo tem o google. O final da época é um pouco complicado. A derrota em Guimarães por 4-1 indica que algo no sistema é perigoso. Acaba a época de rastos. Com a saída de Sven o 4-4-2 como que sumiu até Toni pegar nele em 88 e levar a equipa à final da taça dos campeões, mas com tal passo a menos dado pelo excelente Elzo. A que custos. Jogando com as reservas a maioria da época e ficando a 15 pontos do fcp de Ivic e com a equipa a cair de podre. E o 4-4-2 desaparece até que regressa Ericksson. É pedido um central e compra-se o libero do Spartak de Moscovo que de central só a aldrabice de alguém. O nome: Vassili Kulkov. Sven sonha ainda um sistema a 3 com o russo lá metido, mas após a 1ª derrota do campeonato com o Boavista, Sven avança apesar das dúvidas em Londres, com o russo para o meio campo ladeando o sueco Jonas Thern. Este era o complemento perfeito. Também sabia defender e atacar, curiosamente atacava menos que o ex-libero russo. Tal qual Stromberg-Carlos Manuel…Thern-Kulkov…defender ou atacar…fazer um carrinho ou fazer um drible eram naturais…Ah, houve também um média ala que dava uma “ajudinha fundamental ao meio quando era necessário: Vítor Paneira. A época esteve perto da glória mas foi um fracasso muito por culpa das lesões, e porque no jogo fundamental em Nou Camp ou por lesão e ou castigo nem o russo nem o sueco jogaram. Não tenho a mínima duvida que com os dois em forma lá teriam os catalães de chorar baba e ranho. Curiosamente o fcp feito macaco de imitação e aproveitando estupidez alheia lançou o mesmo sistema com o Emerson a ladear o Kulkov aqui quase como camisa 10. Uma diferença. Jogava á sua frente o pequeno Rui Barros sempre operacional e como avançado o outro russo móvel: Yuran. Curioso não? E raramente se lesionavam os ordinários.

E este 4-4-2 de Quique Flores? Bem, a conversa é perceptível para quem conheceu os outros jogadores, para os outros uma grande seca. Ah…outra coisa. O Vítor Paneira faz comentários na TV e os outros não são titulares nas suas selecções como dantes.

Como disse alguém um dia “Seja qual for a variante, o 4x4x2 é sempre muito mais difícil de treinar e jogar do que qualquer 4x3x3. Exige mais mobilidade e cultura táctica aos jogadores para ocupar espaços a defender e atacar, a alargar e a fechar. Não joga assim, no futebol de top, quem quer, mas só quem pode (entenda-se qualidade de jogadores).

Nessas alturas, o 4x3x3 é uma casa táctica mais segura onde o onze se pode esconder, sem correr tantos riscos de derrapagens tácticas.
Para triunfar internacionalmente é, no entanto, obrigatório saber jogar em 4x4x2. É o controlo do meio-campo que está em causa.”

E se há coisa que não consigo ver de forma alguma para já. É o tal controle do meio campo.

Bola7 falou…

28
Out
08

Decide-te Benfica!

Ou será Flores?

27
Out
08

A minha crónica ao canhão!

Flores pr’a louvar Petit.

Ok! Tal como o nosso bola7 me pediu, aqui estou para comentar o último jogo do nosso SLB, desta vez contra a Naval.
Começo umas horas antes, numa fase de preparação anímica para a partida. Havia motivos para tal – fcp levara ranho e baba dos bebés em casa e algo me dizia que a lagartada não sairia de Paços de Ferreira com a mobília inteira. Estive então agarrado, durante uns minutos, à RTP Memória, onde passava um longínquo Benfica vs Estoril, para regressar mais tarde já em fase final do encontro. Diziam os comentadores (um deles o saudoso Gabriel Alves) que o Benfica tivera bastantes dificuldades para levar de vencido o seu adversário e que este se batera extremamente bem. No entanto, no final, e é isso que conta, Estoril tinha encaixado QUATRO sem espinhas (ainda assisti a um último golo de Isaías, esse tal que dá origem a este meu alter-ego). Pois é, naquele período os adversários criavam dificuldades ao SLB mas saíam da Luz vergados. Hoje as coisas não funcionam assim, e tal como se pôde observar contra a Naval, além de criarem dificuldades, equilibram o jogo e mantêm-nos em dúvida quanto ao resultado até ao apito final. À excepção dos jogos em casa contra SCP e Nápoles, a tremedeira a que tem sido sujeita a malta benfiquista deixa no ar a sensação de que, afinal, estamos na melhor liga do mundo. Qualquer dos nossos adversários consegue fazer-nos a vida negra e vender caro o resultado. Até o Penafiel que, pasmem-se, jogou na Luz como muitos colossos europeus não conseguiram. Que se passa então de tão extraordinário que teime em apavorar insistentemente a alma benfiquista? Estarão os adversários mais fortes?
Talvez, sim, pelo menos parecem (contra o Benfica).
Estará o Benfica mais fraco?
Mais fraco que nos últimos anos?! Nem pensar!!
Que se passa, então? Será da defesa, do meio-campo, do ataque, do treinador, do presidente…?
Da defesa não é certamente, que uma má defesa não tem jogadores assim, apesar de sofrermos golos constantemente. Do ataque também não creio que seja, e refiro-me ao ataque quando ataca. Será então do meio-campo? Ora, temo que sim.
E o que tem de mal?
Parece-me que na hora de atacar o adversário e recuperar a bola há gente a mais a fazê-lo com os olhos. Só que este problema não está apenas nos ou nalguns centro-campistas, está também nalguns atacantes, como se pôde verificar no golo da Naval. Resumindo: o Benfica permite muito jogo ao adversário. Permite que este troque a bola a seu bel-prazer, sem grande pressão, e que chegue às imediações da sua área sem grande problema. Até poderão questionar a razão desta minha observação com o argumento de que o adversário de ontem não chegou assim tantas vezes à nossa área, mas conseguiu-o vezes suficientes para fazer perigar o resultado, sobretudo quando, em desvantagem, resolveu acelerar o jogo.
E então o que fará falta naquele meio-campo?
Um tal pequeno (em francês, s’il vous plait) grande jogador, transviado para a Alemanha, que ainda recentemente deu a entender (ao que dizem) que não senhor!, não foi ele quem forçou a saída do clube. E que falta faz este raçudo jogador, que não se limitava a seguir os adversários com os olhos. Que falta faz este senhor ao lado de Yebda. E se foi Quique a chutá-lo para banhos em colónia, então devo dizer que actualmente o técnico espanhol leva goleada do trinco português. Rio Ave, Nápoles (fora), Porto, Paços Ferreira, Leixões, Penafiel e Naval. Sete que já leva, a meu ver, Petit de vantagem sobre Quique. Sete a zero!!! E se não é certo que com Petit a equipa vencesse ou deixasse de perder ou empatar os jogos em questão, certo é que no centro nevrálgico do jogo, no meio-campo, as coisas resultariam bem diferentes, uma vez que estaria lá alguém capaz de dar o corpo ao manifesto, de perseguir os adversários até à exaustão, um perturbador incansável do jogo contrário. Volta Petit, que isto de andar atrás dos jogadores da equipa adversária dá uma canseira do catano!
Isaías falou




Bola7Inc

Outubro 2008
M T W T F S S
    Nov »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Estatisticas

  • 939,909 Visitas
Free counters!

Sondagens

Top de classificação

Páginas

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 43 outros seguidores