Arquivo de Dezembro, 2009

30
Dez
09

Feliz 2010!

30
Dez
09

O mais e o menos de 2009!

O mais:

– Pouca coisa e o melhor mesmo só acontece no 2º semestre do ano.

– Um título é sempre um título, e a taça da liga foi ganha pelo Benfica.

– A SAD ter compreendido a miserável escolha de Quique Flores e terem-no despachado, apesar dos custos. Também pouco mais havia a fazer.

– A percepção de JJ que para ganhar títulos, 1º que tudo tem de ganhar os adeptos. A forma como o Benfica se apresenta este ano, mais que tudo serve para ganhar os adeptos.

– A escolha criteriosa…milagre dos milagres…na escolha dos reforços, com evidência particular para Ramires, Saviola e Javi Garcia, fez-me lembrar os bons velhos tempos, onde apenas os melhores dos melhores eram escolhidos. É certo que há sempre falhas, mas quando essas não são relevantes, pouco há a criticar. Falo, claro, das escolhas do início da época.

– O bom futebol exibido globalmente nesta nova época, e a vontade de triunfar bem evidente na vitória sobre o fcp. Mérito a JJ apesar de alguns erros que não cometidos, fariam com que o cachecol do título estivesse a ser costurado a todo o vapor.

– As vitórias são tudo neste grande clube. Velho amigo transmitiu-me a felicidade única de saber que os seus netos, com simpatia pelo fcp, após ida à luz, ofereceram-lhe fotografia em trajes encarnados, dizendo…”avô, tinhas razão. O Benfica é o maior!”

– O facto de LFV falar um pouquinho menos que no passado. Basta menos um discurso e já fico feliz.

– O facto do Benfica continuar a sobreviver, com debilidades, mas sempre Benfica. O temor que o clube incute nos adversários é a nossa maior arma, apesar de também ter efeitos colativos perigosos. A campanha feita pelos nossos adversários nos media em véspera do jogo contra o fcp foi paradigmática.

– Ter os adeptos a gritar Benfica…Benfica…em qualquer canto deste planeta mostra a todos que realmente, este clube é único.

O menos:

– A confirmação que Quique Flores era (é) um flop. É preciso ser muito cegueta para contratar tal gajo. Sei que a minha opinião não agrada a muita mulheraça e alguns gajos com tendências mais ou menos assumidas, mas para mim foi o pior treinador que alguma vez passou pelo Benfica.

– Barrete Suazo. Nunca na história do Benfica vi tal. Há muito não se via nos adeptos encarnados tanta expectativa num jogador, que se revelou num valente enganador. Tanta expectativa, tanto dinheiro e no fundo não passa de um jogador medíocre, que vá lá saber-se consegue criar semelhante áurea de qualidade. Nem a desculpa de ter sido treinado pelo Quique serve, pois com Mourinho é o que sabe.

– José António Reyes, outrora grande vedeta do Arsenal e da selecção espanhola. De início prometeu imenso, mas lamentavelmente não soube lutar contra as dificuldades, principalmente o azelha do treinador, deixando-se ir no doce ne far niente, não conseguindo convencer Rui Costa da bondade da sua contratação. É pena, porque julgo ter um imenso talento.

– Dinheiro gasto aos magotes em reforços com resultados miseráveis, tirando a taça da cerveja e mesmo assim com um penalty falso como judas.

– O golpe palaciano de LFV, que num golpe que alguns dizem de génio, eu direi de pulhice, conseguiu arquitectar as eleições à sua conveniência. Mais 3 anos de eternas promessas. Que ganhe alguma ligazita, já nem lhe peço mais nada, pois que isso do melhor do mundo e arredores é bom para tarados, principalmente os bajuladores que se encostam a si.

– O regresso das camionetas de sul-americanos a Portugal. Lembro-me do gozo na zona de Vila do Conde Póvoa de Varzim quando “aterrou no Rio Ave uma camioneta” carregada de brasileiros, paraguaios e outros penetras, alguns com a chancela da internacionalização. Dessas só o mais tarde famoso Isaías escapou à mediocridade geral. O Benfica ensaia uma versão mais modernaça da famosa “camioneta”, fazendo que o plantel tenha muito mais estrangeiros que portugueses, onde mesmo os brasucas conseguem sozinhos ser mais que os portugas. Curioso que muitos criticam o facto, mas não aponta o dedo a ninguém, como se a “camioneta” tivesse piloto automático. Sinais dos tempos.

– A confirmação do caos das contas publicas…perdão…das contas do Benfica. O clube e SAD…cago na diferença de nomenclaturas…deve perto de 500M€ e os seus administradores recebem bónus pelos seu “bom” trabalho.

– A confirmação que os anos de caos, com a cultura da derrota a desenvolver-se de maneira trágica no clube, teria de fazer mossa nos adeptos. Hoje percebo porque muitos fizeram a holla quando a equipa de futebol acabava num execrável 4º lugar na liga. Muitos dos novos benfiquistas, e quiçá outros não tão jovens, mas com o cérebro toldado pela mediocridade, não sabem nada da cultura vencedora do clube. Convinha introduzir nas casas do Benfica por exemplo, seminários de cultura benfiquista, para que muitos percebessem que o clube foi criado por gente, pobre e honrada, que lutaram desde sempre, com desportivismo e cavalheirismo pelos seus ideais.

Espero em finais de 2010, se estivermos vivos, escrever muitos pontos positivos e poucos negativos. Bom ano Benfica…meu grandioso BENFICA!

Bola7 falou…

29
Dez
09

Toca a assobiar para o ar!

No Benfica, a SAD vai ter primeiro um aumento de capital dos cerca de 75 milhões de euros actuais para 115 milhões de euros mas em espécie, sem entrada de dinheiro fresco, que permita reduzir um passivo que já se aproxima dos 500 milhões de euros para a totalidade do grupo Benfica, segundo foi indicado na última assembleia geral do clube. Hélder Varandas acrescentou que, no Benfica, a reestruturação financeira não tem como objectivo a redução do financiamento mas apenas reforçar a SAD para esta sair da situação de falência técnica. Para aquele especialista, faria sentido uma reestruturação financeira para reduzir o endividamento, que é elevado, e não passar apenas uma série de coisas de um lado para o outro para a SAD sair da falência técnica. Hélder Varandas estimou que o grupo Benfica terá de disponibilizar entre 20 milhões a 25 milhões de euros por ano só para pagamento dos juros da sua dívida e recordou que as taxas de juro poderão começar a subir gradualmente em meados de 2010.Precisou que o clube fica com capitais próprios negativos de 14,4 milhões de euros, mas como é uma associação não tem as obrigações legais das empresas e não está abrangido pelo Código das Sociedades Comerciais. O mesmo especialista salientou que na primeira fase a SAD do Benfica aumenta o activo para cerca de 275 milhões de euros mas o passivo fica em 246,8 milhões de euros, o que garante capitais próprios ser positivos mas ainda insuficientes face ao artigo 35.º do Código

Continuo a aplaudir esta brilhante gestão. 500M é de pouca monta. O que interessa é a existencia de um fundo de jogadores que sempre é uma boa mina para quem tem uns tostões para investir e rentabilizar. Se o treinador fica condicionado ou não à titularidade de algum, e se isso pode criar mau ambiente no balneário, tudo isso é secundário. O povão quer pão e circo…neste caso, reforços, reforços… Depois bastam uns foguetes para o ar e a eterna promessa do céu e das 70 virgens e todo o mundo se esquece da realidade. Até um dia.

Bola7 falou…


28
Dez
09

Frase do dia!

eheheheh

Bola7 falou…

28
Dez
09

Imagem do dia!

Prendas de natal para o SLB!

Bola7 falou…

23
Dez
09

Santo e Feliz Natal!

23
Dez
09

Ser ou não ser de top mundial!

Tenho assistido com interesse a enorme discussão no universo encarnado, sobre a capacidade e qualidade de David Luiz.

Ao contrário do que muitos pensam, este jogador está muito longe de reunir o consenso na nação encarnada. Não são poucos os que o questionam, e apregoam sem temor outras soluções, direi, mais confiáveis.

Essa questão tem-me sido posta também de forma bem simples: David Luiz é ou não um defesa central de top mundial? Eu respondo: Não!…ainda não.

David Luiz veio do escalão secundário no Brasil, muito jovem, e provavelmente sem grandes referencia nessa posição.

A diferença primeira em relação à célebre tripla de centrais, Mozer, Ricardo Gomes e Aldaír, reside no facto deles terem chegado ao Benfica com uma maior maturidade futebolística. Um porque já tinha idade para ter experiência, Mozer, há muito internacional canarinho. Ricardo Gomes mais jovem, mas também internacional tinha uma maturidade fora do comum, bem como o mais jovem dos 3, Aldaír, também internacional. Todos eles jogavam em clubes de qualidade, ou sejam todos tinham “escola”, coisa que não aconteceu com David Luiz, além de conviverem com grandes referencias como Edinho, Luísinho ou Óscar entre outros.

Depois david apanhou o seu parceiro de equipa, Luisão ainda no final da sua maturação futebolística, que julgo já estar terminada, pois hoje por hoje, é ele o verdadeiro comandante da equipa nos sectores recuados.

Com uma estampa física invulgar, David Luiz junta a este predicado soluções técnicas incomuns a um defesa central, dito normal. Chamo a atenção ao facto da estrutura física do rapaz ser uma mais valia de grande relevo. Alto e forte, não é pesadão na linha dos normais centrais, sendo mais na linha de flexibilidade e mobilidade do Aldaír que do Luisão, por exemplo. Juntando a isso uma boa rapidez, torna-o capaz de, 1º interceptar em antecipação como poucos fazem e longe da baliza de preferência, e 2º recuperar a posição, ou “ir buscar” o avançado num curto espaço de tempo, coisa normalmente atribuída a centrais baixos tipo Ricardo Carvalho ou no passado o Gamarra, exemplo máximo dessa virtude.

Essa capacidade torna-se essencial ao tipo de futebol que hoje o Benfica pratica, pois o a equipa precisa de recuperar a bola o mais cedo possível, para poder manter a pressão sobre o adversário em toda a largura e comprimento do terreno.

A capacidade técnica de David Luiz permite ainda que, recuperando a bola, possa com a protecção de Javi Garcia, ser o elemento desequilibrador que o adversário não conta nas suas rotinas defensivas, surgindo no campo adversário como um elemento solto.

O problema de David Luiz é ele ainda não ter maturidade suficiente para dosear as acções. Se do ponto de vista posicional as melhoras são evidentes, a sua leitura de jogo é ainda muito deficiente. A forma como aborda os lances, sejam no meio campo, seja junto à sua grande área é sempre a mesma, com impetuosidade imprudente neste último caso, causando enormes problemas, desnecessários se ele soubesse “ler” a abordagem ao lance de formas distintas. Depois são faltas desnecessárias e perigosas e amarelos sem sentido. Ele parece não perceber que uma coisa é fazer uma falta na linha do meio campo outra perto da área, num tempo em que o futebol de muitas equipas se resume aos livres marcados para o fé em Deus no ressalto na área, que resulte em algo de positivo. A forma como salta sobre os adversários de forma temerária, são um chamariz para avançados manhosos que à custa de uma melhor colocação esperam pelo inevitável contacto, e consequente livre. Outro ponto que o David tem de trabalhar é o seu jogo aéreo, que não sendo mau não é excepcional. A precisão entre o tempo de salto, impulsão e movimento da cabeça tem de ser trabalhada. Um central tem de cabecear a bola com muita força, de força a tirar a bola para muito longe da área, coisa que ainda não acontece.

Depois a questão das famosas saídas para o ataque, que entusiasmam quase como os piques do Ronaldo no principio da carreira na selecção. Estas invariavelmente terminam em lances desconexos, sem resultado algum que não seja perda de bola ou para fora do terreno de jogo.  Alguém deveria explicar ao David Luiz que seria mais produtivo para a  equipa que ao invés de raids sem sentido, deveria sim procurar entregar a bola ao extremo e procurar à moda de Humberto Coelho o posicionamento na área para tentar ser então mais um avançado que à custa da surpresa fosse capaz de facturar em jogadas de bola corrida.

Aliás foi ás contas desta característica atacante que o quiquinho o queria fazer de Maldini. Para mim poderia faze-lo de …Sérgio Ramos, isso sim. Inúmeros grandes centrais fizeram a sua aprendizagem nas alas, e tenho o feeling que ele daria um bom lateral direito nesta altura da carreira. Mas como se vê a aposta de JJ é definitiva a central e por aqui nos ficamos.

É pois um jogador de um potencial extraordinário mas ainda com muita coisa para limar, que o Benfica tem nos seus quadros. Enquanto não o conseguir não será nunca um jogador de top mundial. Quando o fizer…adeus David, e até um dia.

Bola7 falou…

22
Dez
09

memória de um jogo incrível!

Ao dar uma vista de olhos pela net, lembrei-me de um jogo que assisti ao vivo, e em boa hora. O célebre jogo Benfica – Sporting, para o campeonato de 1978/1979. Estando a gozar um período de férias em Portugal, a convite do meu amigo Manuel António, lagarto ferrenho, fui à luz ver este derby.

Pobre Manel. Tanta presunção e…saiu antes do intervalo e foi de imediato para a Praça das Cebolas, onde tínhamos de apanhar o autocarro, pois o resultado já era de 5-0.

Confesso que nem vi bem a 2ª parte, pois ao intervalo apanhei uma palhoça de caixão à cova, com a expectativa de dar uns 8 ou 9 ao scp. Miseravelmente os jogadores do Benfica vieram para a segunda parte fazendo um frete do caraças, e da mesma forma que as coisas tinha corrido bem na 1ª parte, na segunda…nada.

Segundo reza a história que não faltaram dirigentes a prometerem do seu bolso um prémio maior, se a equipa marcasse mais golos. Mas a gula é pecado, e a coisa ficou por aí.

Lembro-me bem que foi o 1º jogo que o então presidente da República, o sisudo Ramalho Eanes assistiu ao vivo. Julgo que a propósito de uma comemoração, Fernando Martins convidou o homem para ir assistir ao jogo. Nessa altura havia muita gente descontente com ele, acusando-o de ser pró-comunista, ou mesmo um camuflado do pcp, e o homem, que era corajoso resolveu testar a sua popularidade.

Lá surgiu no campo a cumprimentar os jogadores e tirar uma foto com cada equipa. O povão aplaudia e ele que tinha uma forma característica de acenar, com a mão bem aberta, parecia anunciar os 5 golos. Depois queixou-se que os adeptos encarnados estavam descontentes com ele porque só acenou com uma mão.

Se fosse hoje não faltariam os habituais descendentes do Calimero a acusarem o presidente de parcialidade.

Se repararem no vídeo, notam como o Néné ao marcar um golo quase que nem o festeja. Obrigado. Nos últimos jogos havia sido assobiado, como é hábito, e neste já começava a festa. Ele respondia sempre da mesma forma: marcando golos e ás vezes nem os festejando.

Grande equipa tinha o Benfica: Bento…Pietra, Humberto, Alhinho, Alberto…Toni, Alves, Sheu, Chalana…Néné, Reinaldo. O Toni, o Reinaldo e o Alves fizeram um jogão.

Ah…e quanto ao meu amigo Manel? O malandro embarcou no 1º autocarro que viu e nem esperou por mim. Também, só consegui chegar à praça das cebolas já noite avançada, e a muito custo. Adormeci satisfeito e se não me acordassem na Póvoa de Varzim tinha ido parar a Viana do Castelo.

Benfica 5 – SCP 0

Bola7 falou…

22
Dez
09

isto não se faz…!

O golo de Cristiano Ronaldo ao FC Porto, na Liga dos Campeões da época passada, foi eleito o melhor do ano pela UEFA.

O prémio Ferenc Puskas distingue o melhor golo apontado entre Julho de 2008 e Julho de 2009. O comité de futebol da FIFA seleccionou os dez melhores e a decisão final coube aos internautas: cerca de 120 mil adeptos votaram, via site da FIFA.

Bola7 falou…

21
Dez
09

À raça, ao querer, a fortuna ajuda!

Há muito que não me lembrava de um jogo tão “jogado” nos bastidores, de uma forma absolutamente vergonhosa, com epicentro nos media e onde a cúpula dirigente do Benfica não está, longe disso, isenta de culpas.

Nas vésperas de um jogo importantíssimo, as estórias de compras e vendas no plantel do Benfica atingiram as raias do absurdo. E para completar o ramalhete o fait-diver de uma pretensa agressão a pinto da costa. Haja paciência.

Por isso esta vitória é a vitória de três entidades: os adeptos por saberem acreditarem; os jogadores que foram de uma abnegação fantástica; e por último e os últimos são os primeiros, do técnico Jorge Jesus.

Eu até acredito que JJ queira mexer no plantel. Eu até acredito que ele queira introduzir no plantel jogadores aparentemente estranhos. Mas uma coisa sei eu também…só ele e os dirigentes do Benfica devem saber disso. E ninguém veio a terreiro dizer…BASTA!

Se critiquei, critico e criticarei, seja o técnico sejam os jogadores quando eles se esquecem em que clube estão, hoje só posso elogia-los…contra tudo e contra…alguns, que não foram poucos, foram…Benfica!

O Benfica venceu principalmente porque soube ter mais qualidade no colectivo, à míngua de alguns valores individuais fundamentais. Mexeu o menos possível, acreditando em Peixoto a lateral e no lançamento de um jogador, o mais aproximado possível dos habituais titulares, Urretaviscaya. Fazendo a troca natural do Aimar pelo Carlos Martins, a equipa aproximou-se o máximo do 11 base, e aqui JJ ganhou o jogo. Temia que o tecnico caísse na tentação de reforçar o meio campo com o Peixoto e perdesse a identidade da equipa, pois esta está programada para atacar, atacar e atacar. Para isso precisa de certo tipo de jogadores vocacionados para tal futebol. E aí começou a ganhar o jogo. Depois, à raça, ao querer, a fortuna ajuda.

Queixam-se os jogadores do fcp do relvado. È certo que prejudica quem mais precisa de atacar, e isso foi visível na 2ª parte. Mas na minha opinião com um bom relvado, o Benfica poderia com alguma fortuna resolver o jogo na 1ª parte. A forma natural como o fcp arquitectou o 11, com os 3 médios centro de forma a tentar ganhar o meio campo, ao contrário do esperado só favoreceu o Benfica. 1º Porque colocava os extremos demasiados colados à linha, muito longe do jogo…2º porque ficavam todos demasiado longe do Falcão. Como os interiores tinham por missão bloquear os alas encarnados abriam grande buraco ao centro, onde Carlos Martins apenas enfrentava um confuso Fernando. Esta não sabia se ficava a proteger os centrais, ou avançava impedindo Martins de manobrar. Quem se aproveitou dessa indecisão foi o jogador chave do jogo…Saviola. Recuando, saindo da marcação dos centrais, embalava com bola fazendo uma confusão danada na extrema defesa azul.

Depois na 2ª parte, com as trocas efectuadas pelo fcp, naturalmente este ganhou mais alguma acutilância. Não foi suficiente porque os jogadores do Benfica souberam cerrar fileiras, e fizeram das dificuldades, força. Houve um momento que parecia que o Benfica ia claudicar, mas as substituições repuseram força no meio campo, tendo JJ sido feliz com a entrada do Weldon que com o seu futebol anos 70, de força e corrida puseram em sentido a organização defensiva andrade.

No plano individual não há razões para queixas. Mas os centrais, Javi Garcia, e Cardozo “abusaram” da qualidade. E acima de tudo um genial Saviola, rei e senhor do jogo.

Ah…finalmente o Benfica soube ganhar um jogo destes. Apesar das tristes peripécias que antecederam o jogo, os jogadores souberam ser suficientemente inteligentes…diga-se que há muito não eram capazes de tanto…contra o fcp. A forma como souberam evitar as confusões, como foram espertos o suficiente para segurarem o resultado, foi para mim a melhor e mais agradável surpresa que tive ontem. Muito bem rapaziada!

Bola7 falou…

extra: ilucidativo!




Bola7Inc

Dezembro 2009
S T Q Q S S D
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Estatisticas

  • 946.674 Visitas
Free counters!

Top de classificação

Páginas

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 43 outros seguidores